PF identifica fraude de R$ 8 milhões contra a Previdência no PR

Gazeta do Povo

A Polícia Federal cumpriu, nesta terça-feira (23), sete mandados de busca e apreensão em residências e escritórios pelo suposto envolvimento de uma quadrilha em fraudes na Previdência Social. Os trabalhos, denominados como Operação Avatar, ocorrem em Curitiba e Pontal do Paraná, no Litoral do Estado. A estimativa da PF é que o prejuízo causado pelo grupo chegue a R$ 8 milhões.

 A quadrilha formada por técnicos em contabilidade e contadores obtém benefícios fraudulentos com a utilização de documentos falsos de vínculos empregatícios e inserções extemporâneas no sistema informatizado da Previdência Social. Até esta terça, 80 benefícios fraudados foram detectados pela Polícia Federal. O número pode crescer com o cumprimento dos mandados. 

 Segundo a assessoria de comunicação da PF, as apurações das fraudes começaram em outubro de 2010. O serviço de inteligência do Ministério da Previdência Social constatou que alguns benefícios de pensão e aposentadoria por tempo de contribuição eram concedidos indevidamente. 

 Além da PF, participam da operação o Ministério da Previdência Social e o Ministério Público Federal.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta