Associação dar mão: Uma corrente do bem

Fundadores da Associação DAR A MÃO: Na foto, da esquerda para a direita, sentados: Vita, Aparecida, Mara, Cida, Geisa, Eloisa e a pequena Isadora; em pé: Geane, Cristina, Nilton Cézar, Cristiane, Zane, Rosange Fatima, Nelson Junior, Celson, Edson, Gilvania e Juliana; Fotógrafos: Danilo e Vinicius.

Fundadores da Associação DAR A MÃO: Na foto, da esquerda para a direita, sentados: Vita, Aparecida, Mara, Cida, Geisa, Eloisa e a pequena Isadora; em pé: Geane, Cristina, Nilton Cézar, Cristiane, Zane, Rosange Fatima, Nelson Junior, Celson, Edson, Gilvania e Juliana; Fotógrafos: Danilo e Vinicius.

 

“O impossível só existiu até o dia que inventaram a superação”. Este é o lema de uma entidade sem fins lucrativos que foi criada em São João do Ivaí: a Associação “Dar a Mão”, direcionada especialmente às crianças e adolescentes afetados pela Síndrome da Brida Amniótica e seus familiares.

Esta Síndrome é uma condição rara que afeta 1 a cada 15 mil nascimentos em todo o mundo, atinge gestantes e causa a amputação ou má formação de membros, como dedos, mãos, braços, pernas ou pés. A síndrome é causada por uma fibra interna da bolsa da placenta que “gruda” no bebê, impedindo que o órgão que foi grudado se desenvolva. Pesquisas indicam que a causa desta condição é acidental, não há fatores genéticos ou hereditários envolvidos.

Buscando apoiar pessoas que nasceram com esta síndrome e também divulgar informações a respeito, foi criada a Associação sem fins lucrativos “Dar a Mão”. A motivação é a história da bebezinha Dara (1 ano e 9 meses), filha da professora sãojoanense Geane Poteriko. Dara nasceu com agenesia de mão, sem os dedos e parte da mão direita, devido à Síndrome da Brida Amniótica. A denominação da Associação “Dar a Mão” faz referência ao nome de “Dara” e ao verbo “dar”, remetendo à ação de oferecer ajuda para pessoas com condições físicas semelhantes à desta bebezinha.

A Assembleia de Constituição da Associação aconteceu em São João do Ivaí no dia 30 de setembro, contando com a participação de 18 pessoas, sócios-fundadores da instituição. Na reunião, foi feita a eleição para o Conselho de Administração, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal, além da aprovação do Estatuto da entidade. A partir de agora, novos membros e voluntários poderão se integrar esta equipe.

A proposta da Associação “Dar a Mão” é criar uma rede de apoio para oferecer informações médicas e recursos aos pais e familiares, campanhas de conscientização e sensibilização sobre as diferenças de membros, divulgação sobre o que é Síndrome da Brida Amniótica, diagnóstico, acompanhamento, implicações e tratamento. Além disso, a Associação irá indicar a criança/adolescente para se integrar ao “Projeto Dara Prótese” (PUC/PR, prof. Lúcia Miyake, e Comissão de Acessibilidade do Lions Clube Curitiba Batel), para receber a doação de prótese feita em impressora 3D, além de acompanhamento no processo de adaptação ao uso do dispositivo protético. Para receber a doação de prótese, a criança precisa ter acima de 3 anos.

A Associação “Dar a Mão” já conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São João do Ivaí, Câmara de Vereadores, Rotary Club, Rotaract Club, Paróquia São João Batista e outros voluntários que se mostraram interessados em fazer parte desta “corrente do bem”.

Para saber mais, acesse a página do Facebook:

https://www.facebook.com/associacaodaramao

Contato: (43) 9846-9220 /E-mail: associacaodaramao@gmail.com.

ASSOCIAÇÃO “DAR A MÃO” – Uma rede de apoio à diferença de membros.

Comments are closed.

AVISO: O Blog do Roque não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O Blog não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Saiba mais sobre o Marco Civil da internet: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marco_Civil_da_Internet