Archive for 5 de Maio de 2017

Prefeitura de São João do Ivaí aguarda vistoria para abertura do Samu

Da Assessoria

A prefeitura de São João do Ivaí cumpriu as exigências de estruturação para abertura da base descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no município.  A vice prefeita Carla Emerenciano, que acompanha todo o processo de implantação do Samu, visitou a base nessa sexta-feira (05) e afirmou que está tudo pronto para a vistoria final.

“Os técnicos virão nos próximos dias para conferir toda a estrutura montada no município, dando o parecer final para a abertura. Estamos ansiosos para inaugurar este importante serviço para a população”, disse Carla. Os técnicos que ela se refere são do Consórcio Intermunicipal de Urgência e Emergência do Noroeste do Paraná (Ciuenp), que vão administrar as bases da região.

Na área de atuação da 22º Regional de Saúde de Ivaiporã, apenas os municípios de São João do Ivaí, Manoel Ribas e Ivaiporã terão bases do Samu. O atendimento será realizado de forma integrada e regionalizada, atendendo todos os municípios pertencentes a regional. “Assim que ocorrer a vistoria, será possível marcar a inauguração, mas temos a expectativa que a abertura aconteça no final desse mês”, destaca a vice prefeita. 

 

APUCARANA – Justiça atende pedido do MPPR e determina intervenção em Cooperativa de Reciclagem

A 2ª Vara da Fazenda Pública de Apucarana, no Norte-Central paranaense, determinou intervenção na Cooperativa de Reciclagem de Apucarana. A decisão atende pedido de tutela antecipada formulado pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca, que constatou diversas irregularidades no funcionamento da cooperativa.

Investigações do Ministério Público do Paraná apontaram que os conselhos de Administração e Fiscal da cooperativa existiam apenas no papel e não exerciam as funções determinadas no estatuto da entidade, deixando de fiscalizar as atividades da cooperativa e o destino dos valores recebidos, especialmente do Município de Apucarana. Ademais, a gestão da entidade era feita irregularmente por uma pessoa que não tinha atribuições e salários definidos, além de não ser comprovada sua situação de cooperado. Seu salário vinha sendo pago pelo vice-presidente, que é seu sobrinho. Os membros dos conselhos Fiscal e de Administração não foram capazes de indicar o valor do salário pago.

Outros problemas foram verificados, como a ausência de prestação de contas prevista no estatuto social da instituição. Vários cooperados ingressaram na cooperativa por serem parentes, amigos ou conhecidos do gestor irregular, também em desobediência ao estatuto social. Além disso, a sede da cooperativa não tem licenciamento ambiental do Instituto Ambiental do Paraná, certificado de vistoria do Corpo de Bombeiros e alvará de funcionamento.

O pedido do MPPR acolhido pelo Poder Judiciário desconstitui os conselhos Administrativo e Fiscal e impede que o atual gestor exerça qualquer função na entidade. Para garantir a continuidade do funcionamento da cooperativa, que presta serviço essencial ao município (coleta de material reciclável), foi nomeado um interventor, que deverá capacitar os cooperados para a formação de novos conselhos de Administração e Fiscal.

Pecuaristas de São Pedro do Ivaí devem comprovar vacinação do rebanho contra Febre Aftosa

A vacinação contra a febre aftosa começou na segunda-feira (01/05) em todo o Brasil. No Paraná, a meta é imunizar quase 100 mil bovinos e bubalinos até o dia 31 deste mês, prazo final da vacinação. Devem ser vacinados apenas animais com até 24 meses no Paraná, região considerada área livre de febre aftosa com vacinação. Segundo o veterinário Mário Bueno, que presta serviços para o governo municipal de São Pedro do Ivaí, a vacinação contra a Febre Aftosa evita prejuízos.

“Essa doença se espalha muito rapidamente em todo o rebanho bovino, dificulta a movimentação e alimentação dos animais. Em consequência, o rebanho tem rápida perda de peso e queda na produção de leite. Quando o rebanho é atingido, os pecuaristas sofrem prejuízos econômicos, como queda nas exportações. Isso é ruim para todo o setor”, explicou o veterinário.

De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), o pecuarista pode ser multado em caso da não vacinação. O valor da punição pode chegar a R$ 100 por animal não vacinado. A segunda etapa da vacinação contra a Febre Aftosa contece em outubro.

COMPROVANTES – O escritório da Adapar em São Pedro do Ivaí pede ainda aos proprietários de bovinos que comprovem a vacinação mediante entrega da nota fiscal de compra da vacina e do formulário do comprovante. As notas fiscais devem ser entregues na Secretaria municipal de Agricultura, dentro do prédio da Prefeitura de São Pedro do Ivaí. Mais informações pelo telefone 3451-1399, ramal 218.

 

Espetáculo “O Mágico de Oz” é encenado para alunos da rede municipal

O espetáculo “O Mágico de Oz” está em cartaz no Teatro Barracão, em São João do Ivaí. Um dos maiores clássicos infantis é encenado pelo grupo municipal de teatro Vivart. A iniciativa é da secretaria municipal de Educação, Esporte e Cultura e contempla todos os alunos da rede municipal e APAE. A primeira apresentação aconteceu na manhã desta quinta-feira (04).

“Estamos enaltecendo a cultura em nosso município, levando um conteúdo de qualidade, onde nossas crianças podem interagir com os atores e viajar pelo mundo da imaginação. Temos que parabenizar a diretora Maiara e sua equipe pelo belo espetáculo”, disse a secretária Daiene Bueno. Mais duas apresentações serão feitas na tarde de hoje e outras estão previstas para hoje (05).       

Leia Mais

Em São Pedro do Ivaí, CISVIR reúne agentes de saúde para falar do “Mãe Paranaense”

Na quinta-feira (04/05), dezenas de agentes de saúde do município (NASF e ACS) participaram, na Câmara Municipal, de uma capacitação promovida pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí e Região (CISVIR) do programa estadual ‘Mãe Paranaense’.

O programa visa atender às gestantes em ações do pré-natal e puerpério, principalmente em questões de alta complexidade, quando a mãe ou o bebê estão em risco de vida.

“O programa busca reduzir a mortalidade materna e infantil. Atendemos quando as gestantes têm problemas de saúde ou fazem uso de álcool ou drogas, colocando a saúde de ambas em risco”, explicou Rosimara Rodrigues de Lima, assistente social do CISVIR.

O programa estadual atende as mães até as crianças completarem um ano de vida. Além do ‘Mãe Paranaense’, as agentes obtiveram informações sobre como proceder em caso de pediatria de alto risco. Ao todo, 20 ACS participaram do aprimoramento dado pelo Consórcio Intermunicipal que será estendido para todas as cidades atendidas pela 16ª Regional de Saúde.

 

Trator furtado em Pitanga é recuperado em Lunardelli

Por volta de 17h000 desta quinta-feira (04) a Policia Militar da cidade de Lunardelli foi acionada pela Policia Civil de Pitanga para atender uma chamada onde um trator marca Valmet 985, amarelo com implemento Munck implementar 5.50 que havia sido furtado em Pitanga.

O trator estava estacionado no pátio de um posto de combustível, os policiais analisaram o trator que era condizentes com o que havia sido furtado. Em contato com o proprietário do veículo foi solicitado que o mesmo fosse até a delegacia de São João do Ivaí, onde seria guinchado para os procedimentos legais.