Archive for 2 de agosto de 2017

Corpos são encontrados em poço em Apucarana

Tribuna do Norte

Foto: Fernanda Neme

A polícia localizou na manhã desta quarta-feira (2) o corpo de Arízia Lemos, a “Liza”, de 24 anos, jogado em um poço desativado com 20 metros de profundidade atrás de um ferro-velho na Rua João Matiuzzi, no Parque Bela Vista, na zona norte de Apucarana (norte do Paraná). Policiais civis e militares, sob a coordenação do delegado José Aparecido Jacovós, estão no local junto com equipe do Corpo de Bombeiros. A rua foi interditada pela polícia. Equipes do Instituto Médico Legal (IML) e peritos do Instituto de Criminalística de Londrina também estão no local. Um corpo masculino também foi localizado no mesmo poço.

Por volta de 1 hora, um rapaz com uma carriola e uma faca foi preso em um cafezal próximo ao local, mas a polícia ainda não divulgou mais detalhes. Marcos Rafael Bota, de 23 anos, havia saído da cadeia há dois dias,após ser preso por envolvimento com drogas. 

Segundo investigadores, suspeita-se que corpo da moço teria sido desenterrado no cafezal e os traficantes o queimaram antes de jogá-lo na poço desativado atrás do ferro-velho. A moça estava desaparecida há 72 dias. A polícia ainda não suspeita da identificação do outro corpo (masculino) encontrado no local.

Usuária de drogas
Ainda conforme a polícia, Liza seria usuária de droga e teria sido morta por traficantes como forma de algum tipo de retaliação.Há suspeita de que no poço possa haver outro corpo,possivelmente de dependente químico que devia a traficantes. leia Mais

TRF4 mantém lei que determina instalação de cabines blindadas em agências bancárias de Rolândia (PR)

No município de Rolândia (PR), as agências bancárias e cooperativas de crédito terão que instalar cabines blindadas para os vigilantes nos acessos destinados ao público. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso da Caixa Econômica Federal (CEF) que pedia suspensão liminar da lei municipal nº 3.721, promulgada em 2015.

A CEF ajuizou ação na Justiça Federal com pedido de tutela antecipada argumentando que o município não teria competência para legislar sobre direitos do consumidor. O banco sustentou ainda que a medida não teria razoabilidade e proporcionalidade. O pedido foi negado pela 4ª Vara Federal de Londrina e a CEF recorreu ao tribunal.

Segundo o relator, desembargador federal Rogerio Favreto, a exigência de medidas de segurança em agências bancárias tem inegável interesse local, atraindo por tal motivo a competência legislativa do município.

Quanto ao segundo argumento da Caixa, conforme o magistrado, “não há desproporcionalidade ou inadequação da exigência legislativa, considerando o fim almejado pela norma, que visa à maior proteção de usuários e não usuários em casas afins, inclusive porque desacompanhada de mínimo indício nesse sentido. Em tal contexto, não cabe ao Poder Judiciário sindicar o mérito do ato normativo”.
5009026-89.2017.4.04.0000/TRF

Vitima Fatal: Idoso morre em greve acidente próximo ao distrito de São José

Fonte Jandaia Online/foto André Amaral

Uma pessoa morreu e três foram socorridas com ferimentos após um acidente de trânsito na BR-369 entre Jandaia do Sul e o Distrito São José no final da tarde desta terça-feira (1).

Os cinco ocupantes do Fiat Palio de Bom Sucesso estavam indo a Jandaia do Sul para fazer o recadastramento biométrico do título de eleitor, quando segundo o motorista Benigno Ademir Alves, um veículo Peugeot fez um retorno no meio da pista e, ao tentar desviar, o Palio acabou colidindo em um barranco e capotando em seguida.

O sogro do motorista, Sr. Carlito, morreu no local. Também estavam no veículo a esposa do condutor, um filho e um tio. O motorista do veículo que causou o acidente não parou.

Governo Municipal e Sicredi selam parceria em educação

O prefeito José Isalberti participou na segunda-feira (31/07) no Salão Paroquial, do Jantar de Lançamento do programa União Faz a Vida, do Sicredi, em parceria com o governo municipal de São Pedro do Ivaí.

  O programa atende mais de 300 mil crianças em todo o país, sendo 7 mil na região de São Pedro do Ivaí. O objetivo do “União Faz a Vida” é desenvolver cidadãos por meio de valores como a solidariedade, cooperação e cidadania. Segundo o presidente da Sicredi Agroempresarial PR/SP, Agnaldo Esteves, no “União Faz a Vida”, as crianças são estimuladas a pensar.   “É um projeto muito importante, aplicado em sala de aula e “in loco”, que chama a atenção de toda a comunidade na questão social, da conscientização de construir crianças e jovens em adultos melhores no futuro”, disse o presidente da cooperativa.  

O prefeito José Isalberti ficou satisfeito com início da parceria no município, ressaltando que o governo municipal tem investido na educação. “Percebemos que a Sicredi é uma empresa que também se preocupa e investe na educação, preparando as crianças para que, no futuro, possam cuidar da nossa cidade e do nosso país. Acredito que os professores e os alunos irão aproveitar muito a parceria, que visa o desenvolvimento do ser humano, e isso, a nossa gestão prioriza”, ressaltou o prefeito. Participaram do evento a gerente da agência do Sicredi de São Pedro do Ivaí, Elizabeth Souza Camargo, o presidente da Câmara Municipal, Evaldo Domingues de Oliveira, além dos vereadores Wagner Ascêncio, Rildo Bernardes de Camargo e Marcos Aparecido Bernardes, além de lideranças municipais, empresários e professores da rede municipal.  

Primeiro Passo – Na última Formação Continuada, realizada nos dias 26, 27 e 28, os professores tiveram oportunidade de ter o primeiro contato com a metodologia de projetos do Sicredi e saíram a campo visitando empresas, ouvindo histórias dos empresários locais. “São essas histórias que vão entrar dentro dos projetos com alunos, através de estímulos e envolvendo a participação de todos”, reforçou a secretária de educação, Ivonete Harada. “É um legado que fica para as crianças. Nem Sicredi nem prefeitura estão pensando no fator econômico. Estamos pensamos em estimular a cidadania”, enfatiza o presidente da Sicredi Agroempresarial PR/SP, Agnaldo Esteves.

 

Plenário da Câmara deve votar hoje parecer sobre denúncia contra Temer

A Câmara dos Deputados deverá votar hoje (2) o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), contrário à admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer pelo suposto crime de corrupção passiva. O início da sessão está marcado para as 9h e os trabalhos devem se estender por todo o dia.

A discussão da denúncia só poderá ser iniciada quando estiverem presentes no plenário pelo menos 52 deputados. A votação só pode começar com a presença de 342 parlamentares em plenário. A votação será por chamada nominal, começando pelos deputados de um estado da Região Norte e, em seguida, dos deputados de um estado da Região Sul.

Algumas restrições de acesso à Câmara foram estabelecidas para a sessão de hoje, entre elas a proibição de acesso de visitantes. O acesso só será permitido a deputados, ex-deputados, servidores credenciados e à imprensa credenciada para a cobertura das atividades da Câmara.