Archive for 3 de agosto de 2017

Tombamento de ônibus na BR-277 deixa dois mortos

Fonte Massa News

Um ônibus de turismo, que saiu de Foz do Iguaçu e tinha como destino Curitiba, sofreu um acidente na madrugada desta quinta-feira (3) no quilômetro 198 da BR-277, na região de Palmeira. O veículo tombou e dois homens, de 48 e 67 anos, morreram no local do acidente.

Outros passageiros ficaram feridos e foram encaminhados para hospitais da região, conforme informações repassadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O número oficial de feridos ainda não foi divulgado, pois policiais rodoviários federais estão contabilizando junto com as equipes de resgate.

A PRF informou que o ônibus não se envolveu em uma colisão. O motorista relatou que somente percebeu o que acontecia quando o veículo já estava tombando. As causas do acidente serão investigadas.

Segundo a PRF, chovia no momento da ocorrência. O local onde aconteceu o acidente é uma reta, com três faixas. O motorista foi submetido ao teste do bafômetro e o resultado foi negativo para consumo de álcool.

STF abre cinco dias de prazo para que governo explique aumento dos combustíveis

Agência Brasil

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de cinco dias para que a Presidência da República se explique sobre o aumento de impostos sobre os combustíveis, anunciado pelo governo no último dia 20 de julho.

A determinação foi feita dentro de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) aberta pelo PT no Supremo, questionando a validade do decreto que aumentou as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre a gasolina, o diesel e o etanol.

O partido de oposição argumenta que, conforme determina a Constituição, o aumento de tributos só poderia ocorrer por meio de projeto de lei votado no Congresso e que, mesmo no caso de aprovação, precisaria de 90 dias após a sanção para poder entrar em vigor.

O argumento é o mesmo usado em uma ação popular que levou o juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, a conceder uma liminar suspendendo a alta no preço dos combustíveis, no dia 25 de julho. A decisão acabou derrubada no dia seguinte pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), Hilton Queiroz, após recurso da Advocacia-Geral da União (AGU).

A AGU usa argumentos econômicos para justificar a medida, defendendo a legalidade do aumento por ser “imprescindível” para o equilíbrio das contas públicas. O órgão estimou em R$ 74 milhões o prejuízo diário com a interrupção da cobrança.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, já havia negado, no dia 26 de julho, decisão liminar favorável à suspensão do aumento, deixando para Rosa Weber, relatora da ação protocolada pelo PT, a decisão após o retorno do recesso. Após o prazo de cinco dias para a Presidência, ela deu mais três dias para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a AGU também se manifestem.

A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.

Vem aí a tradicional feijoada do Lar São Loureço

Adquira a sua com os membros da diretoria. 

Convite

Morre no hospital segunda vitima de acidente próximo a Fênix, ele era morador de São Pedro do Ivaí

Morreu a segunda vítima de um grave acidente de trânsito registrado no mês passado, na PR-082, envolvendo dois moradores de São Pedro do Ivaí. Paulo Sérgio Guimarães, 44 anos, estava internado desde 15 de julho após uma grave colisão, em Fênix. O veículo ocupado por ele bateu de frente com um cavalo que atravessou a pista. O motorista, José Carlos Rodrigues, 49 anos, morreu na hora.  

A morte de Guimarães gerou grande comoção e revolta no município por conta do problema envolvendo animais soltos na pista.

O acidente 
Rodrigues dirigia um Saveiro com placas de São Pedro do Ivaí, pela PR-082. Testemunhas informaram que o motorista foi surpreendido por um animal na pisa. Ele ainda tentou desviar mas perdeu o controle da direção, e o veículo capotou várias vezes na pista. 

Fonte Tribuna do Norte

 

Ladrões arrombam Bar em São João do Ivaí

Um furto de um Bar foi registrado em São João do Ivaí nesta quarta-feira (02) o proprietário do estabelecimento na Avenida Itaipu, Jardim Santa Rita, disse que chegou as 07h00 e encontrou a janela dos fundos arrombada, os ladrões furtaram vários litros de bebidas quentes além de danificar a máquina de música Jukebox de onde foi levado a quantia de R$ 400,00 em dinheiro.

Prefeitura entrega uniformes para servidores municipais

Funcionários da Secretaria Municipal de Obras, Departamento Rodoviário, Limpeza Pública e Setor de Manutenção de Godoy Moreira, receberam uniformes (Calça e camisetas) nesta quarta-feira, 02 de agosto. A entrega foi feita pelo prefeito José Gonçalves, pelo Secretário municipal de obras e viação José Marcilio, entre outros diretores de departamentos.

O prefeito José Gonçalves disse que a entrega dos uniformes é uma forma de valorização e também identificação dos funcionários.  “Além da padronização dos trabalhadores, os novos uniformes são equipamentos de proteção e segurança para o trabalhador no dia a dia”. Ressaltou ainda que em breve demais setores serão contemplados com uniformes, isto que nós estamos fazendo faz parte de uma administração justa e humana, valorizando nossos profissionais que realizam um brilhante trabalho.

Mulher morre em acidente entre Quinta do Sol e Fênix

Fotos: WhatsApp

 

Mais um grave acidente foi registrado na rodovia PR 082 entre os municípios de Quinta do Sol a Fênix. O acidente foi registrado por volta de 19h30 desta quarta-feira (02). O acidente envolveu uma Ford/F1000 e um VW/Gol.

O Gol que era conduzido por Valter Neres Damaceno, 49 anos, com ele estava duas filhas, uma delas na cadeirinha e sua esposa Maria Aparecida Pacheco Damaceno, 47 anos. A mulher infelizmente entrou em óbito no local, as crianças e o motorista sofreram escoriações. Já o condutor da F1000 placas de Mandaguaçu, Valter Naldenei Fabiano Domingues, 43 anos, não se feriu.

Veja como votou os deputados do Paraná

O presidente Michel Temer (PMDB) teve 16 votos a favor do relatório da CCJ que pediu o arquivamento da denúncia da PGR contra o peemedebista: Alex Canziani (PTB), Alfredo Kaefer (PSL), Dilceu Sperafico (PP), Edmar Arruda (PSD), Evandro Roman (PSD), Giacobo (PR), Hermes “Frangão” Parcianello (PMDB), João Arruda (PMDB), Luiz Carlos Hauly (PSDB), Luiz Nishimori (PR), Nelson Meurer (PP), Nelson Padovani (PSDB), Osmar Bertoldi (DEM), Sergio Souza (PMDB), Takayama (PSC) e Toninho Wandscheer (Pros).

Onze deputados votaram contra Temer: Aliel Machado (Rede), Assis do Couto (PDT), Christiane Yared (PR), Diego Garcia (PHS), Enio Verri (PT), Fernando Francischini (SD), Leopoldo Meyer (PSB), Leandre (PV), Rubens Bueno (PPS), Sandro Alex (PSD) e Zeca Dirceu (PT).

Três deputados se ausentaram da votação: Luciano Ducci (PSB), Osmar Serraglio (PMDB) e Reinhold Stephanes (PSD).

Fonte Fábio Campana

Câmara rejeita denúncia contra Michel Temer

Agência Brasil

A Câmara dos Deputados rejeitou a denúncia contra o presidente Michel Temer. O voto de número 172 foi da deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ). Mas antes do voto da parlamentar, o governo já tinha conseguido matematicamente barrar a denúncia, considerando a soma dos votos a favor do parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) contrário à admissibilidade da denúncia, ausências (13) e abstenções (1).

Isso porque eram necessários o mínimo de 342 votos contra o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) e, com isso, autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar o presidente. A vitória do governo foi conquistada durante a votação da bancada do Rio de Janeiro.

Com o resultado, a Câmara não aprova a admissibilidade para que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue Temer.

Com essa decisão, a denúncia é suspensa e só pode ser retomada depois que Temer deixar a Presidência da República. No dia 26 de junho, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF a denúncia contra Temer, com base na delação premiada de Joesley Batista, dono do grupo JBS. Foi a primeira vez que um presidente da República foi alvo de um pedido de investigação no exercício do mandato.

Três dias depois, a presidente do STF, ministra Cármem Lúcia, enviou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a denúncia com pedido de autorização para que a Corte Máxima do país possa investigar Temer.

Com o impedimento da autorização, caberá ao presidente da Câmara dos Deputados comunicar ao STF o resultado da votação e a impossibilidade de abrir investigação contra o presidente. Leia Mais