Archive for 4 de outubro de 2017

Curso Técnico em Administração

O Colégio Estadual Arthur de Azevedo de São João do Ivaí, comunica que estão abertas a matrículas para o Curso Técnico em Administração. As matrículas poderá ser feitas nos seguintes horários de segunda a sexta-feira.

Manhã – das 08h00 as 11h30
Tarde – das 13h00 as 16h30
Noite – das 19h00 as 22h00

Documentos Necessários:

– Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento
– Cópia do RG ou CPF
– Comprovante de Residência (Talão da Copel)
– Histórico Escolar de Conclusão do Ensino Fundamental ou 1º Grau
– Histórico Escolar de Conclusão do Ensino Médio ou 2º Grau

Maiores informações procurar o Colégio.

Conta da Sanepar muda de cor e alerta sobre o câncer de mama

Mais de três milhões de contas de água da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) serão impressas com a cor rosa neste mês de outubro em todo o Estado. É parte das ações da empresa dentro da mobilização internacional conhecida como “Outubro Rosa” que alerta sobre o câncer de mama, o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo.

Este é o segundo ano em que a empresa muda a tradicional cor azul de suas contas para chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce desse tipo de câncer. Reavisos e outros comunicados ao cliente também serão impressos em rosa. A cor faz referência ao símbolo mundial da campanha que é um laço rosa, uma ideia iniciada na década de 1990, nos Estados Unidos. A conta da Sanepar ainda traz a frase: “Outubro Rosa: previna-se contra o câncer de mama”.

RESERVATÓRIOS – A empresa também iluminará diversos reservatórios e prédios as cidades em que atua no Paraná, procurando chamar a atenção dos moradores para a importância dos exames. Em Curitiba, o Reservatório Alto da XV, conhecido como a Caixa d’Água da Sanepar e um dos marcos da cidade, será iluminado com a cor rosa. Leia Mais

Acidente grave perto de Piquirivaí mata uma pessoa e deixa 3 gravemente feridas

Fonte Tá Sabendo

Foto: Rafael Silvestrin/Tásabendo

Um grave acidente foi registrado por volta das 21 horas desta terça-feira na BR-369, entre Mamborê e o distrito de Piquirivaí, a 3 km do pedágio. Três pessoas saíram gravemente feridas e uma morreu. Outras duas sofreram ferimentos leves.

Três veículos se envolveram na colisão: um Nissan Quick, com placas de Curitiba, uma camionete Amarok, do governo do Estado do Paraná, e uma carreta, com placas Lucas do Rio Verde/MT.

No Nissan viajavam quatro pessoas, que seguiam de Foz do Iguaçu para São Paulo. O motorista teria tentado realizar uma ultrapassagem na faixa contínua. A Amarok seguia sentido contrário e não conseguiu desviar. O choque foi frontal. Com o impacto a caminhonete foi parar a cerca de 200 metros do local.

A carreta, carregada de soja, não conseguiu desviar do acidente e bateu violentamente na lateral do Nissan, deixando o carro totalmente destruído.

Veralucia Sebastiana da Silva, 39 anos, uma das ocupantes do Nissan, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os outros três, que estavam no mesmo carro, ficaram gravemente feridos.

Na caminhonete viajam duas pessoas, que sofreram ferimentos leves. O condutor do caminhão não se feriu. Leia Mais

Senado aprova PEC que veda coligações e cria cláusula de desempenho nas eleições

Agência Brasil

O plenário do Senado aprovou terça-feira (3), em dois turnos, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que acaba com a coligação de partidos para eleições proporcionais e estabelece a cláusula de desempenho, que gradativamente impede a propaganda de rádio e TV e o repasse de dinheiro do fundo partidário a partidos pequenos.

Aprovada na semana passada pela Câmara, a emenda constitucional será promulgada pelo Congresso Nacional nos próximos dias para que possa valer nas eleições de 2018. No caso das coligações partidárias, a proibição valerá a partir de 2020.

Com aprovação unânime, as discussões entre os senadores foram rápidas, já que o projeto é originário do próprio Senado. Na Câmara, após várias semanas de debates, os deputados aprovaram a PEC 282/2016 (convertida no Senado em PEC 33/2017) mas, como a proposta foi alterada, precisou ser votada novamente no Senado. Até o momento, esta é a única proposição sobre a reforma política que valerá para o próximo pleito.

Desempenho 

A emenda cria uma cláusula de desempenho para que os partidos só tenham acesso aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda gratuita no rádio e na televisão se atingirem um patamar mínimo de candidatos eleitos em todo o país.

A partir de 2030, somente os partidos que obtiverem no mínimo 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados, terão direito aos recursos do Fundo Partidário. Para ter acesso ao benefício, os partidos também deverão ter elegido pelo menos 15 deputados distribuídos em pelo menos um terço dos estados.

O mesmo critério será adotado para definir o acesso dos partidos à propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A mudança, no entanto, será gradual, começando pelo piso de 1,5% dos votos válidos e nove deputados federais eleitos nas eleições de 2018; chegando a 2% e 11 deputados eleitos, em 2022; a 2,5% e 13 eleitos em 2026, até alcançar o índice permanente de 3% e 15 eleitos em 2030.

Dois turnos

No primeiro turno, a PEC foi aprovada por 62 votos favoráveis e nenhum contrário. Com a quebra de interstício, que previa um intervalo mínimo de sessões para que a proposição fosse analisada novamente, os senadores confirmaram por 58 votos a 0 a aprovação da matéria.

“Nós, hoje, acabamos com essa coisa esdrúxula chamada coligações partidárias proporcionais. Também criamos a cláusula de desempenho, que vai moralizar a vida pública brasileira, diminuindo essa quantidade enorme de partidos”, disse o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Segundo ele, a nova emenda será promulgada até a próxima quinta-feira (5).

Richa assina nesta quarta-feira ordem de serviço do Hospital Regional em Ivaiporã

Fonte Tribuna do Norte

O governador Beto Richa (PSDB) assina nesta quarta-feira (04), às 10 horas, em Ivaiporã, a ordem de serviço para a Construtora Guetter Ltda, de Curitiba, iniciar as obras de construção do hospital regional. Os recursos de mais de R$ 33 milhões são do orçamento da Secretaria de Saúde do Estado (SESA). Quando estiver concluído o hospital terá 21 médicos e 450 funcionários atendendo pacientes de toda a região.

A assinatura acontece em frente ao terreno, no loteamento Bela Casa, na Rua das Quaresmeiras esquina com a Rua Professora Sônia Moraes, nas proximidades do Fórum da Comarca, e do campus da UEM. A obra terá prazo máximo de construção de um ano em meio.

De acordo com o prefeito Miguel Roberto do Amaral (PSDB), a área construída do hospital será de 7.993 metros quadrados em terreno de 13 mil metros² doados pela prefeitura. “Será um hospital de médio porte, com 104 leitos, dez de UTI adulto, centro cirúrgico e enfermarias”. Ainda segundo o prefeito, o hospital ofertará atendimentos de urgência e emergência, psiquiatria, clínica geral e cirurgias eletivas.