Archive for 25 de outubro de 2017

Estado libera créditos do Nota Paraná para pagamento do IPVA

Entre os dias 1º e 30 de novembro, proprietários de veículos que possuem créditos do Nota Paraná podem destiná-los para o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores -IPVA 2018. A transferência do crédito deverá ser feita por meio do portal www.notaparana.pr.gov.br ou pelo telefone celular com o aplicativo do programa.

“Trata-se de mais um benefício oferecido pelo Estado ao contribuinte que aderiu ao Nota Paraná. Com os créditos que recebeu como retorno de parte do ICMS pago no varejo e em sorteios, os donos de veículos podem desembolsar menos ou até quitar o IPVA”, diz o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa.

É a segunda vez que o Governo do Paraná libera créditos no pagamento do IPVA. Em novembro do ano passado, 38.968 pessoas solicitaram a transferências dos créditos que possuíam para esse fim e deixaram de desembolsar R$ 6,1 milhões para pagar o imposto.

A possibilidade de o cidadão usar os créditos do Nota Paraná para pagar o imposto do carro já estava prevista no lançamento do programa, em agosto de 2015. Com os créditos, é possível efetuar tanto o pagamento total como parcial do IPVA e não há limite de valor a ser utilizado.

COMO FAZER – A partir do dia 1º, para fazer a transferência, o participante do programa deve acessar a conta do Nota Paraná e clicar na aba “minha conta corrente” e no menu “utilização de crédito”. Em seguida, clicar na opção “Transferir crédito para pagamento de IPVA – Exercício 2018” e seguir as instruções.

Para utilização, os créditos deverão estar na conta do Nota Paraná do proprietário do veículo. O CPF cadastrado no Nota Paraná deve ser o mesmo do dono do automóvel. O IPVA de mais de um veículo de um mesmo proprietário pode ser pago com os créditos.

Se o contribuinte optar pelo uso do crédito e não tiver o valor suficiente para quitar integralmente o imposto, a Secretaria da Fazenda enviará um boleto com a diferença, para que o pagamento seja complementado em 2018. Se a diferença for quitada à vista, será possível aproveitar o desconto de 3% que vai ser oferecido aos contribuintes do IPVA.

Para obter mais informações, os participantes do programa podem acessar o tópico “Perguntas Frequentes” no portal do Nota Paraná.

Voleibol Masculino Sub 19 disputa semifinal hoje em Londrina

A equipe masculina infanto Sub 19 vai disputar hoje (25) as 14h00 em Londrina a semifinal dos jogos da Juventude Divisão (A). De acordo como Técnico da equipe Bruno, chegar a semifinal já é uma vitória, pois enfrentamos equipes fortes, já estamos entre as 4 melhores do Paraná, pra nós é um orgulho.

São João vai enfrentar Pinhais, se passar vai para a grande final. A equipe aproveita para agradecer ao apoio dos parceiros. Art Pão, Mercadão Rosa, Ele e Ela Moda, Agro Tutti e Arena MH Fitness. Estamos torcendo para São João.

Aneel reajusta bandeira vermelha; taxa extra na conta de luz pode subir 43%

Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou terça-feira (24) uma proposta de reajuste de quase 43% sobre o atual valor da bandeira tarifária vermelha patamar 2, a mais cara do sistema, cobrada sempre que as usinas térmicas mais onerosas precisam ser mantidas ativas para suprir a alta demanda de consumo de energia.

A proposta será submetida à consulta pública, podendo sofrer mudanças. Se o reajuste for aprovado, quando a bandeira vermelha patamar 2 for acionada, os consumidores deixarão de pagar os atuais R$ 3,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) e passarão a pagar R$ 5 de taxa extra, já a partir de novembro.

A agência também sugeriu alteração da bandeira tarifária amarela, que poderá ficar 50% mais barata, passando de R$ 2 para R$ 1 de cobrança extra a cada 100 kWh. A bandeira amarela é a primeira da escala de cobrança adicional na conta de luz.

Segundo a Aneel, o objetivo da medida é reajustar os valores que as distribuidoras cobram dos consumidores para custear a compra de energia elétrica – custos que aumentam sempre que as usinas térmicas precisam ser acionadas para suprir o mercado consumidor, devido ao baixo nível de água nos reservatórios das hidrelétricas, que são a principal fonte de abastecimento no setor elétrico brasileiro.

A bandeira vermelha patamar 2, a mais cara do sistema, foi acionada no início deste mês pela primeira vez desde que a bandeira vermelha foi desmembrada em duas, em janeiro de 2016. No mês passado, estava em vigor a bandeira amarela.

O acionamento da bandeira vermelha 2 foi adotado devido à baixa vazão das usinas hidrelétricas, já que as chuvas em setembro ficaram abaixo da média.

Nesta sexta-feira (27), a Aneel divulgará a bandeira tarifária que estará em vigor em novembro.

Menino encontrado em Cascavel pode ser vítima de tráfico de crianças, diz polícia

Do G1

A delegada do Núcleo de Proteção de Crianças e Adolescentes Vítimas de Crimes, Raissa Vargas Scariot, afirmou na tarde desta terça-feira (24) que o menino encontrado há 14 dias em Cascavel pode ter origem paraguaia. De acordo com ela, há suspeitas de que Maria Conceição Queiroz, conhecida como Maria Paraguaia, que disse tê-lo achado, na verdade, intermediava uma adoção ilegal da criança, que tem cerca de um ano de idade.

Segundo a delegada, as investigações avançaram após a divulgação da foto do menino. Com a suspeita de que a criança pode ter sido vítima de tráfico de pessoas, o caso será encaminhado para a Polícia Federal.

De acordo com a polícia, a suspeita foi conduzida nesta terça-feira (24) para prestar esclarecimentos. Segundo a delegada Raissa, na casa da suspeita, havia duas meninas, uma de nove anos e outra que não teve a idade identificada. A polícia investiga a ligação das garotas com a mulher.

“Ela [a suspeita] foi ouvida, primeiramente, na condição de testemunha, de que teria encontrado a criança. Desde o início, nós achamos o comportamento dela incomum, porém não havia nada”, comentou a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, será preciso apurar quem são os pais do menino no Paraguai e também a família que receberia o menino.

A delegada disse que “ainda não foram identificadas, mas podem haver outras pessoas envolvidas”.

O advogado de Maria Queiroz, Felipe Veloso, informou que não teve acesso aos autos do processo. “Não conversamos a respeito deste assunto e, em um primeiro momento, não tenho essa informação, sobre qual crime está sendo imputado a ela”, disse.

Policia Militar Ambiental apreende material usado para pesca predatória

Em Lidianópolis na localidade conhecida por Salto Fervedouro no Rio Ivaí, a Policia Militar Ambiental fez a abordagem em um racho as margens do Rio Ivaí utilizado para acampamento de pescadores e encontrou materiais de pesca predatória. Foi aprendido 450 metros de rede, 4 tarrafas e um cidadão foi advertido. A Policia Militar Ambiental lembra que o local é proibido pesca.