Dengue: 20 cidades têm risco de surto da doença no Paraná

Agência Estadual

Noventa e dois por cento dos municípios do Paraná fizeram o Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, para os meses de outubro e novembro de 2017. O objetivo é apresentar o risco de transmissão destas doenças devido à presença do vetor.

O índice é resultado da comparação entre o número de imóveis visitados pelos agentes de saúde e a quantidade de focos com larvas do mosquito encontrados nas visitas.

Dos 368 municípios que realizaram o LIRAa, 58% apresentaram índices menores que 1 (231 municípios), 29% ficaram entre 1 e 3,99 (117 municípios), e 5% tiveram resultados acima 4 (20 municípios).

O resultado abaixo de 1 é considerado fora de perigo (menos de uma casa infestada para cada 100 pesquisadas), de 1 a 3,9% é estado de alerta (de uma a três casas infestadas para cada 100 pesquisadas), e acima de 4% há risco de surto e demanda ações emergenciais (quatro ou mais casas infestadas para cada 100 pesquisadas).

Cuidado

A recomendação é não deixar focos de água parada e organizar uma rotina de limpeza semanal das residências e locais de trabalho.

“Os municípios que apresentaram índices maiores do que quatro devem se precaver. Mesmo que não apresentem registros de casos de doenças transmitidas pelo mosquito, o risco existe e deve ser combatido com a eliminação dos focos”, enfatiza a chefe da Vigilância Ambiental da Secretaria de Estado da Saúde, Ivana Belmonte.

De agosto de 2017 até 21 de novembro, o Paraná registrou 191 casos de dengue, 186 deles autóctones e cinco importados. Houve dois registros de chikungunya e não foi registrado nenhum caso de zika no período.

Confira os índices nos municípios:

Municípios com índice acima de 4: Jacarezinho, Paranaguá, Capanema, Nova Aurora, Douradina, Santa Helena, São José das Palmeiras, Guaíra, Amaporã, Lupionópolis, Dois Vizinhos, São Miguel do Iguaçu, Cidade Gaúcha, Londrina, Borrazópolis, Grandes Rios, Campo Mourão, Mamborê, Diamante d’Oeste e Maripá.

Municípios com índice entre 1 e 3,99: Foz do Iguaçu, Loanda, Astorga, Sarandi, Campo Bonito, Querência do Norte, Assaí, Bela Vista do Paraíso, São Tomé, Mariluz, Paiçandu, Prudentópolis, Capitão Leônidas Marques, Nova Tebas, Ampére, Ivaté, São Jorge do Patrocínio, Nova Prata do Iguaçu, Iguaraçu, Ivatuba, Planaltina do Paraná, Inajá, Barracão, Santo Antônio do Caiuá, Rolândia, Quedas do Iguaçu, Barbosa Ferraz, Engenheiro Beltrão, Iporã, Califórnia, Assis Chateaubriand, Planalto, Tapejara, Florestópolis, Paranapoema, Bom Sucesso do Sul, Iretama, Cruzeiro do Oeste, Santa Isabel do Ivaí, Jardim Olinda, Braganey, Ibiporã, Entre Rios do Oeste, Ângulo, Faxinal, Santa Maria do Oeste, Altamira do Paraná, Santo Antônio do Paraíso, Ouro Verde do Oeste, Palotina, Boa Esperança do Iguaçu, Iguatu, Pérola d’Oeste, Brasilândia do Sul, Jussara, Nova Londrina, Quinta do Sol, Francisco Alves, Cruzeiro do Sul, Arapoti, Realeza, Formosa do Oeste, Peabiru, Rondon, Porto Rico, Floraí, São Pedro do Ivaí, Alvorada do Sul, Jaguapitã, Porecatu, Jesuítas, Sabáudia, Andirá, Santo Antônio da Platina, Nova Santa Rosa, Pato Bragado, Nossa Senhora das Graças, Araruna, Indianópolis, Paranacity, Missal, Marechal Cândido Rondon, Lidianópolis, Boa Vista da Aparecida, Vera Cruz do Oeste, Corumbataí do Sul, Janiópolis, Luiziana, Alto Paraíso, Icaraíma, Nova Olímpia, Guairaçá, Paraíso do Norte, Santa Cruz de Monte Castelo, Centenário do Sul, Santa Mariana, Matelândia, Ibema, Juranda, Guaporema, Marialva, Cambira, Primeiro de Maio, Itaguajé, Corbélia, Esperança Nova, Cianorte, Alto Paraná, Itambé, Munhoz de Melo, Apucarana, Jandaia do Sul, Sertanópolis, Francisco Beltrão, Umuarama, Arapongas, Rio Branco do Ivaí.

Municípios que não apresentaram o LIRAa: Guaraqueçaba, Bocaiuva do Sul, Campo Magro, Contenda, Quatro Barras, Quitandinha, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais, Tunas do Paraná, Imbituva, Irati, Goioxim, Reserva do Iguaçu, Itaipulândia, Medianeira, Perobal, Santa Fé, Cambé, Guaraci, Jataizinho, Miraselva, Pitangueiras, Prado Ferreira, Jaboti, Japira, Ribeirão Claro, Reserva, Ventania, Cândido de Abreu, Jardim Alegre e Manoel Ribas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AVISO: O Blog do Roque não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O Blog não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Saiba mais sobre o Marco Civil da internet: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marco_Civil_da_Internet