Valor mínimo para salário de professor é desrespeitado por 59 cidades do Paraná

A lei que determina um valor mínimo para o salário dos professores não é cumprida em pelo menos 59 cidades do Paraná. As informações são fruto de um levantamento exclusivo, feito pela Gazeta do Povo, para traçar o cenário de remuneração nas redes municipais de ensino. Todas as 399 prefeituras do estado foram contatadas, entre os meses de agosto e novembro. Em 15% dos municípios, não são respeitados os valores iniciais de R$ 1.149,40 para 20 horas semanais e R$ 2.298,80 para 40 horas. Em alguns casos, o salário chega a ser de menos de R$ 1 mil por mês (confira matéria específica sobre os menores valores pagos no Paraná)

A situação pode se agravar a partir da folha salarial de janeiro, quando o piso é reajustado. As prefeituras que estão com problemas econômicos devem ter ainda maior dificuldade para arcar com os novos valores, que passam a ser de R$ 1.227,68 para 20 horas e de R$ 2.455,35 para a jornada de 40 horas semanais. Faz oito anos que os municípios estão obrigados a pagar o mínimo. A lei foi aprovada em 2008, entrou em vigor em 2009, mas dava mais um ano de carência para as administrações se adaptarem. leia aqui na  Gazeta do Povo a matéria completa

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *