Rodovias estaduais do Paraná tem 70 acidentes e 11 mortos durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida

Por Marcia Santos
Jornalista PMPR
O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) reforçou o policiamento nas rodovias estaduais que cortam o Paraná durante os quatro dias do feriado prolongado de Nossa Senhora de Aparecida. O balanço do batalhão aponta que houve 70 acidentes de trânsito, com 64 pessoas feridas e 11 óbitos, números inferiores se comparados com o mesmo feriado do ano passado, quando foram 132 acidentes, 150 feridos e 12 óbitos. Durante a operação, a unidade apreendeu mais de meia tonelada de maconha no Noroeste do estado, e um homem acabou preso.

O trabalho preventivo do BPRv alcançou mais de 12 mil quilômetros de estradas estaduais e envolveu todo o efetivo da unidade, desde as equipes operacionais ao pessoal administrativo das seis companhias estabelecidas nas regiões do estado. O policiamento foi focado em pontos estratégicos e onde há mais incidência de acidentes e de infrações por excesso de velocidade, embriaguez ao volante, entre outros delitos de trânsito.

“Tivemos uma queda acentuada nos acidentes, mas infelizmente a imprudência acaba sendo um fator determinante na causa de acidentes com morte. Devido a chuva que predominou em várias regiões do estado durante o feriado tivemos menos registros de autuações e de imagens de radar nas rodovias estaduais”, aponta o porta-voz do BPRV, capitão Wladimir Denkewski.

Das 11 mortes registradas nos quatro dias de feriado, cinco ocorreram numa única situação. O acidente foi na PR 272 na cidade de Pinhalão (PR), no Norte do estado. Um Fiat Uno, de cor vermelha, colidiu de frente contra um caminhão que vinha na pista contrária. Cinco pessoas, todas com mais de 55 anos, morreram no local. Outras duas, incluindo uma criança de 12 anos, sobreviveram e foram encaminhadas a um hospital da região. “Esse caso afetou a estatística, tanto que quase metade das mortes neste feriado em rodovias estaduais corresponde a somente um acidente”, completou o capitão Denkewski.

O balaço de acidentes registrados durante o feriado aponta que houve redução de 46,9% nos acidentes, de 8% nas mortes e de 57,3% de pessoas feridas, em comparação com o mesmo feriado de 2017. Os atropelamentos também tiveram queda (de cinco casos em 2017 para dois este ano).

As autuações de infração de trânsito feitas pelos militares estaduais nas rodovias neste feriado foram 1.299, 44,3% a menos que no ano anterior, quando foram 2.336 infrações lavradas. As ações de combate a embriaguez ao volante, seja por abordagens preventivas ou flagrantes, resultaram em quatro autuações pelo artigo 165 e outras quatro pelo artigo 306, este último que acaba com o encaminhamento do infrator à delegacia. No mesmo feriado do ano passado foram nove infrações pelo artigo 165 e sete pelo artigo 306.

Ao longo dos principais trechos das estradas do Estado, o BPRv fez a fiscalização para coibir o excesso de velocidade, utilizando radares móveis. Durante o feriado da Padroeira deste ano foram feitas 2.536 imagens de radar, 53% a menos que o mesmo feriado do ano anterior, quando foram 5.402 imagens.

LITORAL – Somente nas rodovias que cortam o Litoral paranaense, o Batalhão Rodoviário registrou três acidentes, com três pessoas feridas e nenhuma morte. As equipes policiais fizeram 145 imagens por radar de excesso de velocidade e 75 autuações de infração de trânsito. No feriado da Padroeira de 2017, foram registrados nove acidentes, com quatro pessoas feridas e nenhum óbito.

APREENSÃO – Durante a operação, o condutor do caminhão, de 36 anos, residente em Eldorado (MS), teria apresentado nervosismo, o que provocou suspeita e levou a equipe a fazer uma vistoria minuciosa no caminhão, onde foi encontrado um fundo falso (entre o chassi e o assoalho do baú). Neste ambiente foram encontrados 675,7 quilos de maconha, dividida em 935 tabletes.

De acordo com informações da equipe policial, o motorista teria informado que pegou o caminhão já carregado em Guaíra (PR) e que levaria até a cidade de Umuarama, também no Paraná. O homem teria dito ainda que receberia R$ 1 mil pelo transporte. Diante dos fatos, a droga, o homem e o veículo foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Iporã (PR), para os procedimentos de polícia judiciária.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta