Arquivo para Noticias

Câmara aumenta verbas e libera passagens para mulheres de deputados

Agência Brasil

A Mesa Diretora da Câmara aprovou nesta quarta-feira (25) o reajuste em diversas verbas parlamentares, incluindo a de gabinete, que passa de R$ 78 mil para R$ 92.053,00 mensais. O auxílio-moradia subiu de R$ 3,8 mil para R$ 4,2 mil.

O chamado cotão (verba indenizatória) teve reajuste de 8%, passando de R$ 27.977,26 para R$ 30.215,44 o menor valor recebido por deputados, no caso, os do Distrito Federal. O maior é destinado aos deputados de Roraima e passará de R$ 41.612,80 para R$ 44.941,62.

O pacote de medidas aprovado pela Mesa faz parte das promessas de campanha do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara. Além dos reajustes, a Mesa aprovou um dispositivo estabelecendo que as mulheres dos deputados terão direito a usar passagens áreas pagas pela Casa entre seus estados de origem e Brasília.
Leia mais…

Falecimento em São João do Ivaí

rp_nota-de-falecimento-150x150111.jpgFaleceu por volta de 07h00 desta quinta-feira (26) a Senhora Conceição Ferrari, 86 anos, seu corpo será velado na Rua Osnir Bonilha no Conjunto Celso Carlos Paulista, seu sepultamento em horário a ser confirmado pela família. Dona Conceição é avó do popular Mixirica.

Sob pena de multa, caminhoneiros continuam com bloqueios no Paraná

Do G1

PR 466 em Lidianópolis

PR 466 em Lidianópolis

Mesmo sob pena de multa, alguns caminhoneiros ainda insistem em protestar e bloquear algumas rodovias federais do Paraná na manhã desta quinta-feira (26). Sem o transporte, cidades de todo o estado registram falta de alimentos, de combustível e muitos prejuízos. Na quarta (25), a Justiça proibiu que os caminhoneiros bloqueassem rodovias federais da região de Curitiba, de Foz do Iguaçu, Toledo, Guarapuava e Londrina. Os caminhoneiros que descumprirem a determinação estão sujeitos a multas que variam de R$ 1 mil a R$ 50 mil por hora.

Também há interdições em várias rodovias estaduais. Nesses trechos não foi imposta nenhuma determinação da Justiça. Apenas no sudoeste, também na quarta, um acordo entre prefeituras e o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas (Sinditac) em Francisco Beltrão, permitiu que algumas estradas fossem liberadas por cinco horas. No entanto, depois desse prazo os trechos voltaram a ser bloqueados.

A categoria protesta contra o aumento do preço do litro do óleo diesel e o valor pago pelos frentes, que considera baixo. Para chegar a um acordo com a categoria, o governo se comprometeu a sancionar sem vetos a Lei dos Caminhoneiros, aprovada pela Câmara no dia 11, e a não reajustar o preço do diesel nos próximos seis meses.

Em Maringá, faltam carnes, legumes e verduras nos supermercados menores. Revendas de gás e água ficaram sem estoque. “Nós não estamos conseguindo que os caminhões cheguem para abastecer a empresa. O jeito foi fechar”, afirmou o dono da revenda, Osmar Miquelato. Em Cascavel a situação era semelhante.

Nas cidades que ainda têm combustível, motoristas lotaram postos para abastecer os carros, sofrendo com o aumento abusivo. Dois gerentes de postos. Um de Paranavaí e outro de Cianorte foram presos por cobrar valores muito altos pelo litro da gasolina. Mas em muitos municípios se esgotou o álcool e a gasolina nas bombas.

Para economizar, ou pela falta de combustível, prefeituras cancelaram aulas e interromperam o transporte escolar, como em Manoel Ribas, na região Central do estado, e em 42 municípios do sudoeste. Leia Mais

‘Estamos otimistas sobre o fim da greve’, diz governador Beto Richa

Do G1

beto“Estamos otimistas sobre o fim da greve para que os alunos possam voltar logo para a sala de aula”, disse o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), sobre a greve dos professores da rede estadual – que completou 17 dias nesta quarta-feira (25). Richa afirmou também que o governo do estado sempre esteve aberto a diálogos e ao entendimento.

Segundo o governador, muitas das reivindicações dos docentes já estavam encaminhadas há algum tempo. “Praticamente tudo já está resolvido. Agora, a negociação é para conseguir chegar a um denominador comum e encerrarmos esta greve para iniciar efetivamente o ano letivo”.

Quase um milhão de alunos da rede estadual estão sem aulas desde o dia 9 de fevereiro, quando o ano letivo deveria ter iniciado. Governo e trabalhadores já se reuniram duas vezes para traçar um acordo, que, apesar de avanços elencados por ambas as partes, ainda não se concretizaram. Enquanto isso, funcionários e professores estão acampados no Centro Cívico de Curitiba, onde fica a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e o Palácio Iguaçu, sede do governo estadual. Leia mais no G1

Greve faz governo apresentar propostas

Nota da APP

appRuas interditadas e tomadas por um verdadeiro formigueiro humano de mais de 50 mil pessoas que saíram em marcha para defender a educação pública do Paraná. Juntaram-se aos(às) milhares de educadores(as), estudantes, pais, mães, servidores(as) de outras áreas que compreenderam o porquê a categoria está em greve desde o dia 09 deste mês.

Enquanto a marcha acontecia, uma comissão formada por diretores(as) estaduais da APP-Sindicato e integrantes do comando estadual de greve chegavam à sede do governo do Estado para mais uma rodada de negociações.Traziam junto as reivindicações desta greve, as expectativas, os anseios, a indignação e as angustias dos trabalhadores(as) da educação pública do estado do Paraná.

Nas negociações que se seguiram por mais de 3 horas, o governo apresentou seus números e suas propostas. A categoria agora terá a responsabilidade de analisar cada uma e, coletivamente, deliberar sobre a continuidade ou não desta greve.

O professor Hermes Leão, presidente da APP, destaca que o movimento tem sido vitorioso. “O governo teve que recuar de sua decisão de destruir as carreiras dos educadores, quanto foi obrigado pela manifestação da categoria a retirar os projetos de lei que nos retiravam direitos”, afirma. Ele também destaca que as mobilizações pelo interior, o acampamento e atos na capital foram fundamentais para se avançar na pauta.

Confira a pauta da greve e as propostas apresentadas pelo governo: Leia mais…

Avião cai próximo em Campo Mourão e mata instrutor e aluno

Tá Sabendo

Foto: Camila Marcelino/Tásabendo.com

Foto: Camila Marcelino/Tásabendo.com

Uma aeronave de instrução caiu em uma fazenda próximo à JBS, antiga Tyson, em Campo Mourão. O acidente tirou a vida de dois homens, na tarde desta quarta-feira (25). Instrutor e aluno de pilotagem estavam em aula.

As vítimas foram identificadas no local. Alex Cavalcante Martins, 28, era o instrutor e estava no banco de trás. Fernando Moreira Bertoldi, 33, era quem pilotava. Quando os bombeiros conseguiram retirar as vítimas do avião, horas depois de chegarem, aluno e instrutor já estavam em óbito. Com a queda, parte da aeronave ficou soterrada na plantação.

A Polícia Civil também compareceu no local para as diligências. “Vamos averiguar a situação para saber se houve falha humana ou mecânica. Porém, cabe a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), tomar as providências necessárias”, diz o Delegado Amir Salmen. A aeronave era de instrução do Aeroclube de Campo Mourão.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal. leia Mais

C.Vale suspende abate de frangos

complexo industrial v2A C. Vale comunica que, em função da paralisação dos transportadores de cargas e da consequente falta de suprimentos para atender a produção, não haverá abate de frangos nesta quinta-feira, dia 26/02/2015, nos dois turnos. A retomada do abate poderá ocorrer a partir de sexta-feira, 27/02/2015 caso o problema seja resolvido.

Grave acidente em Cândido de Abreu, motorista morre prensado

1Um grave acidente foi registrado por volta de 13h20 desta quarta-feira (25) na PR 487 próximo a entrada do Rio do Baile em Cândido de Abreu. De acordo com informações do Repórter Faiska, a colisão envolveu uma caminhonete  Dodge/Ram  de Cândido de Abreu e um VW/Cross Fox de Reserva, conduzido por Marcos de Godoy, 43 anos, o condutor do Fox entrou em óbito no local, seu corpo foi removido ao IML. Foto Repórter Faiska

Acidente envolvendo caravana de professores causa uma morte

Da Gazeta do Povo

O comerciante Rogério Kachorowski morreu por volta das 5h30 desta quarta-feira (25) na BR-476 após o carro que ele conduzia colidir com o ônibus que trazia um grupo de professores de Francisco Beltrão para a manifestação em Curitiba. Kachorowski estava sozinho no automóvel de modelo Uno.

O acidente ocorreu a cerca de 500 metros do posto da Polícia Rodoviária Federal de São Mateus do Sul. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ninguém ficou ferido entre os 37 ocupantes do ônibus.

Detran realizará leilão de reciclagem com veículos apreendidos em todo o Estado

normal_IMG_6885O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) realiza na próxima quinta-feira (26), em Curitiba, um grande leilão com mais de 3.550 veículos para reciclagem. São mais de 1,2 mil toneladas de metal que vão ser transformadas em material para construção, como pregos, arames e pó de ferro, em um esforço do Governo do Estado para liberar espaço nos pátios da autarquia e das Polícias Civil e Militar.

Ao todo, serão leiloados 1.389 carros, 2.154 motos e 7 caminhões, depositados em 110 cidades paranaenses. “Esta é uma maneira de esvaziar os pátios, evitar o descarte e acúmulo de lataria, que causam uma série de problemas para a saúde pública e meio ambiente. O leilão de reciclagem é uma solução conjunta, sistêmica, para a situação dos veículos abandonados sob responsabilidade do Estado”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. Leia mais…

Paraná terá radar de última geração para prevenção de desastres naturais

Agência Estadual

Gov. Beto Richa vistoria áreas afetadas pelas enchentesO Paraná vai contar com um equipamento de última geração para o monitoramento meteorológico e prevenção de desastres naturais. A instalação de um Radar Banda X, modelo pioneiro no País, é fruto de uma parceria entre o Governo do Paraná com o governo do Japão, por meio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica), que irá disponibilizar o sistema sem custos para o Estado.

A previsão é que o equipamento seja instalado em julho deste ano em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Nesta segunda e terça-feira (23 e 24), profissionais da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, do Instituto Meteorológico Simepar e da Secretaria do Planejamento se reuniram no Palácio das Araucárias com representantes da Jica e da JRC, empresa fabricante do radar, para um encontro técnico de apresentação do equipamento. Leia mais…

Professores e governo se reúnem pela terceira vez em Curitiba

Do G1

rp_professores_greve-300x184.jpgRepresentantes do governo do estado e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) devem se reunir mais uma vez, nesta quarta-feira (25), para tentar pôr fim à greve da categoria, que já dura 17 dias. O encontro está marcado para as 10h no Palácio Iguaçu, sede do governo.

Quase um milhão de alunos da rede estadual estão sem aulas desde o dia 9 de fevereiro, quando o ano letivo deveria ter iniciado nas escolas da rede estadual. Governo e trabalhadores já se reuniram duas vezes para traçar um acordo, que, apesar de avanços elencados por ambas as partes, ainda não ocorreu.

Antes da terceira reunião, a categoria promete realizar uma marcha em protesto, para a qual estima a adesão de cerca de 30 mil pessoas. De acordo com a APP-Sindicato a marcha terá dois roteiros simultâneos. Os servidores da Região Metropolitana de Curitiba e da capital vão se reunir na Praça Rui Barbosa, no Centro, a partir das 8h30. Em passeata, eles seguirão até a Secretaria da Fazenda, a Praça Tiradentes e finalizam a caminhada no Centro Cívico.

No mesmo horário, as caravanas de educadores e funcionários vindos do interior e do litoral paranaense se concentram na Praça Santos Andrade, no Centro. Este grupo seguirá pelas Avenidas Marechal Deodoro, Marechal Floriano, Praça Tiradentes e seguem para o Centro Cívico, onde encontram os demais manifestantes. Leia Mais