Archive for Noticias

Negocio de ocasião

brasiliaVende-se VW/Brasília ano 1978, um carburador, documentação em dia, ótimo estado, valor a combinar. Fone 43 96070190.

Reforma da previdência: como funciona a aposentadoria em outros países

Líria Jade – Repórter da Agência Brasil

previdenciaOs temas aposentadoria e previdência voltaram ao centro do debate nacional depois do anúncio do governo, na última terça-feira (6), de uma proposta de reforma que altera a idade mínima de aposentadoria e prevê um novo cálculo do benefício. O texto ainda será submetido ao Congresso.

Pelas regras sugeridas pelo governo, a aposentadoria passa a ser concedida para os brasileiros a partir dos 65 anos. Além disso, para adquirir esse direito, o trabalhador terá de ter contribuído, no mínimo, 25 anos. Para se aposentar com o benefício integral, otrabalhador terá de contribuir por 49 anos

O governo defende que as mudanças são importantes para equilibrar as finanças da União. Segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em 2016, o déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) chegará a R$ 149,2 bilhões (2,3% do PIB) e, em 2017, está estimado em R$ 181,2 bilhões.

Com o aumento da expectativa de vida e a diminuição da fecundidade (número de nascimentos), a população está envelhecendo. Na avaliação de Meirelles, esse novo perfil etário do brasileiro deve gerar uma situação insustentável para a Previdência. “No atual ritmo, em 2060, vamos ter apenas 131 milhões de brasileiros em idade ativa (hoje são 141 milhões). No mesmo período, os idosos crescerão 263%”.

Para saber como funciona a Previdência no restante do mundo, a Agência Brasil buscou conhecer o modelo aplicado em países como a Dinamarca, a Grécia, os Estados Unidos e a Argentina.

De acordo com estudo de Rogério Nagamine Costanzi, especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do governo federal, o aumento da idade para requerer a aposentadoria foi uma das reformas mais comuns entre países da Europa e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Na maior parte dessas nações, a idade mínima para aposentadoria chegará a 67 anos até 2050.

 

Conheça sistemas previdenciários de outros países: Leia Mais

Família capota carro e mulher de 22 anos morre em Santa Fé

Foto e Informações Massa News

veiculo-santa-feUma família sofreu um acidente de trânsito durante uma viagem, o que causou a morte de uma mulher de 22 anos no início da noite desse domingo (11). O capotamento aconteceu na PR-317, quando os passageiros voltavam de Santa Fé para sua casa, em Nossa Senhora das Graças.

O motorista de 26 anos perdeu o controle da direção e capotou o VW Gol com placas de Nossa Senhora das Graças. O carro caiu em um barranco até uma plantação de soja, fazendo um percurso de aproximadamente 200 metros e terminou com as rodas para cima.

Chovia no momento do acidente e a pista molhada pode ter contribuído para a perda da direção. Andressa Carla, 22 anos, morreu e teve seu corpo encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá. Com muito barro, as equipes tiveram dificuldade para fazer o transporte do corpo até a viatura.

O motorista e o filho do casal, um garotinho de dois anos que estava em uma cadeirinha, apresentavam ferimentos de média gravidade e foram conduzidos ao hospital.

Colaboração Rogério Morais da Rede Massa

Mulher perde a vida em acidente na PR-466

1Uma mulher morreu vítima de acidente na Rodovia PR-466, no trecho que liga Ivaiporã a Manoel Ribas, mais precisamente na frente do entreposto da Coamo, no local conhecido como Canjarana. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, de Manoel, um Celta placas AKJ-4068 de Londrina, que era conduzido por Tariele Felipe, de 24 anos saiu da pista, no final da manhã de sábado, dia 10 de dezembro, de 2016, e bateu contra uma árvore. No veículo estavam cinco passageiros e, entre eles, uma mulher de nome Raquel Rosa de Oliveira, de 32 anos, que não resistiu e faleceu. As demais vítimas, sendo duas crianças de 09 de 01 anos, e a senhora Yolanda Ancioto, de 61 aos, não correm risco de perder a vida. A Polícia Rodoviária Estadual e o IML de Ivaiporã, foram acionados para apurar as causas do ocorrido e registrar outros detalhes. Fotos: Reprodução via Grupo Notícias da Região e informações do vale do Ivaí online.

Bolívia prende funcionário que autorizou operação da Lamia

Da Agência Ansa

aviaoA Procuradoria-Geral da Bolívia deteve nesta quinta-feira (8) o ex-diretor de Registro Aeronáutico Nacional, Gustavo Vargas, que autorizou a operação da companhia aérea Lamia, proprietária do avião que caiu com a delegação da Chapecoense. As informações são da Agência ANSA.

Gustavo Vargas é filho do diretor-geral da Lamia, também chamado Gustavo, e que foi preso dia (7). A Procuradoria boliviana investiga se houve tráfico de influência para permitir que a Lamia funcionasse na Bolívia. No momento, a licença da empresa no país está suspensa.

Também foram apreendidos documentos na sede da Direção Geral de Aeronáutica Civil, em La Paz, órgão ao qual pertence o Registro Aeronáutico Nacional, onde Vargas foi diretor. Além disso, a Procuradoria não descarta convocar para depoimento o ministro de Obras Públicas, Milton Claros, que já havia cogitado a hipótese de tráfico de influência.

Fundada em 2009, no estado de Mérida, na Venezuela, a companhia aérea começou a operar apenas em 2014 e pouco depois transferiu sua sede para a Bolívia. Sua especialidade eram voos fretados para times de futebol da América Latina, já que oferecia flexibilidade para pousar em aeroportos remotos.

O avião que caiu com a Chapecoense, deixando 71 mortos, era o único de sua frota em condições de operar. Um de seus sócios era Miguel Quiroga, que pilotava a aeronave e morreu na tragédia. A principal hipótese para explicar o desastre é a falta de combustível.

Ex-governador Pessuti e ex-secretários estaduais devem restituir R$ 3,13 milhões

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) julgou irregular a edição do Decreto nº 7774/10 do Governo do Estado do Paraná, que concedeu progressão por tempo de serviço sem previsão legal e em período vedado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000) e pela legislação eleitoral (Lei nº 9.504/97). Em função disso, o ex-governador Orlando Pessuti, o ex-procurador-geral do Estado Marco Antônio Lima Berberi e os ex-secretários estaduais Maria Marta Renner Weber Lunardon (Administração e Previdência) e Ney Amilton Caldas Ferreira (Casa Civil) deverão restituir R$ 3.133.133,53 ao cofre estadual.

Além da devolução, que se refere ao montante integral dispendido pelo governo estadual em função do acréscimo ilegal de despesa de pessoal e cujo valor exato será calculado após o trânsito em julgado do processo, os responsáveis foram multados no valor total de R$ 2.361.457,98. Pessuti recebeu a multa proporcional ao dano, fixada em 30%, de R$ 939.940,06 e outras duas de R$ 1.450,98, somando de R$ 942.842,02. Berberi, Caldas e Maria Marta Lunardon receberam, individualmente, a multa proporcional ao dano, fixada em 15%, de R$ 469.970,03 e outras duas de R$ 1.450,98, somando de R$ 472.871,99 para cada um.

As contas foram julgadas em processo de tomada de contas extraordinária, juntamente com os autos de representação do Ministério Público de Contas (MPC). A desaprovação foi fundamentada no fato de que a expedição do Decreto nº 7774/10 ofendeu as disposições do parágrafo único do artigo 21 da LRF e do inciso VIII do artigo 73 da Lei nº 9.504/97.

Além disso, as progressões funcionais concedidas não estavam previstas na Lei nº 13.666/02, que instituiu o quadro próprio de pessoal do Governo do Estado do Paraná, o que caracterizou afronta ao inciso X do artigo 37 da Constituição Federal.

Leia Mais

Filha confessa que matou o próprio pai em Ibiporã

Segundo o Portal Bonde de Londrina: A Polícia Civil de Ibiporã

Delegado Vitor Dutra de Oliveira, já foi delegado de Policia em São João do Ivaí

Delegado Vitor Dutra de Oliveira, já foi delegado de Policia em São João do Ivaí

(Região Metropoliana de Londrina) já sabe quem matou o empresário Rafael Rocha Pelais, 38 anos, no último sábado (3). O crime aconteceu na avenida Prefeito Mário de Menezes, no centro da cidade. A filha da vítima, uma adolescente de 17 anos, procurou o delegado Vitor Dutra de Oliveira e confessou a execução. Pelais foi encontrado caído no sofá de casa com pelo menos seis disparos na cabeça, conforme levantamento feito pelo Instituto de Criminalística. A confissão foi comunicada na última terça (6).

De acordo com a Polícia Civil, a menor, assim como o restante da família, alegou ter sido ameaçada de morte pelo próprio pai. O empresário era dono de uma fábrica de tijolos ambientais. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Londrina.

Pelais é suspeito de ser o autor de um homicídio registrado em setembro de 2011 contra Adão Ferreira. A esposa e a filha teriam presenciado o crime em que Rafael ateou fogo em uma caminhonete D20.

Reforma da Previdência: saiba o que muda com as novas regras propostas

Ana Elisa Santana e Líria Jade – Da Agência Brasil

O governo encaminhou ao Congresso Nacional a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência no Brasil. O governo defende que as alterações são importantes para equilibrar as finanças da União. Segundo o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, em 2016 o déficit do INSS chegará a R$ 149,2 bilhões (2,3% do PIB), e em 2017, está estimado em R$ 181,2 bilhões.

O perfil etário da sociedade brasileira vem mudando com o aumento da expectativa de vida e a diminuição da fecundidade (número de nascimentos), o que provoca um envelhecimento da população. De acordo com Meirelles, esse novo perfil deverá gerar uma situação insustentável: “No atual ritmo, em 2060, vamos ter apenas 131 milhões de brasileiros em idade ativa (hoje são 141 milhões). No mesmo período, os idosos crescerão 263%”.

Entre as mudanças propostas na PEC 287 está a definição de uma idade para a aposentadoria:  65 anos, tanto no caso de homens quanto de mulheres. Confira os principais pontos:

Quem será afetado pelas novas regras

Todos os trabalhadores ativos entrarão no novo sistema. Aqueles que têm menos de 50 anos (homens) ou 45 anos (mulheres) deverão obedecer às novas regras integralmente. Já quem tem 50 anos ou mais será enquadrado com uma regra diferente, com tempo adicional para requerer o benefício. Aposentados e aqueles que completarem os requisitos para pedir o benefício até a aprovação da reforma não serão afetados porque já possuem direito adquirido.

Idade mínima

O governo pretende fixar idade mínima de 65 anos para requerer aposentadoria e elevar o tempo mínimo de contribuição de 15 anos para 25 anos. Atualmente, não há uma idade mínima para o trabalhador se aposentar. Pelas regras em vigor, é possível pedir a aposentadoria com 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos no caso dos homens. Para receber o benefício integral, é preciso atingir a fórmula 85 (mulheres) e 95 (homens), que é a soma da idade com o tempo de contribuição. Leia Mais

Petrobras sobe preço do diesel e da gasolina nas refinarias

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil

gasolinaA Petrobras decidiu elevar o preço nas refinarias do diesel, em 9,5%, e da gasolina, em 8,1%. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (5) em nota distribuída pela companhia. Segundo a Petrobras, o impacto nas bombas deverá ser de 5,5% para o diesel, ou mais R$ 0,17 por litro, e de 3,4% para a gasolina, mais R$ 0,12 por litro.

Segundo a nota, os aumentos passam a valer a partir de hoje (6) e estão de acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras em outubro. “As principais variáveis que explicam a decisão do Grupo Executivo [de Mercado e Preços] são o aumento observado nos preços do petróleo e derivados e desvalorização da taxa de câmbio no período recente. Por outro lado, a participação da Petrobras no mercado interno de diesel registrou pequenos sinais de recuperação”, informa a nota.

A Petrobras diz que a medida faz parte de sua política de fazer revisão de preços pelos menos uma vez a cada 30 dias, o que “lhe dá a flexibilidade necessária para lidar com variáveis cuja volatilidade vem aumentando recentemente”. “Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de petróleo, especialmente distribuidoras e postos de combustíveis.”

Ministro do STF afasta Renan Calheiros do cargo de presidente do Senado

André Richter – Repórter da Agência Brasil

1056516-1-ebc_30-11-2016_img_0356O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio decidiu ontem (5) afastar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do cargo da presidente. O ministro atendeu a um pedido liminar feito pela  Rede Sustentabilidade na manhã desta segunda-feira.

O pedido de afastamento foi feito pelo partido após a decisão proferida pela Corte na semana passada, que tornou Renan réu pelo crime de peculato. De acordo com a legenda, a liminar era urgente porque o recesso no Supremo começa no dia 19 de dezembro, e Renan deixará a presidência no dia 1º de fevereiro do ano que vem, quando a Corte retorna ao trabalho.

“Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de Senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de Presidente do Senado o senador Renan Calheiros”, decidiu o ministro Marco Aurélio.

Julgamento

No mês passado, a Corte começou a julgar a ação na qual a Rede pede que o Supremo declare que réus não podem fazer parte da linha sucessória da Presidência da República. Até o momento, há maioria de seis votos pelo impedimento, mas o julgamento não foi encerrado em função de um pedido de vista do ministro Dias Toffoli.

Até o momento, votaram a favor de que réus não possam ocupar a linha sucessória o relator, ministro Marco Aurélio, e os ministros Edson Fachin, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello.

Em nota divulgada na sexta-feira (2), o gabinete de Toffoli informou que o ministro tem até o dia 21 de dezembro para liberar o voto-vista, data na qual a Corte estará em recesso.

Decisão

Na decisão, Marco Aurélio disse que a Corte já tem maioria pelo afastamento, mas o presidente do Senado continua no cargo, “ensejando manifestações de toda ordem, a comprometerem a segurança jurídica”.

“Urge providência, não para concluir o julgamento de fundo, atribuição do plenário, mas para implementar medida acauteladora, forte nas premissas do voto que prolatei nos cinco votos no mesmo sentido, ou seja, na maioria absoluta já formada, bem como no risco de continuar, na linha de substituição do presidente da República, réu, assim qualificado por decisão do Supremo”, concluiu o ministro.