PRF apreende carga de cigarro avaliada em R$ 1 milhão

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu pelo menos 200 mil carteiras de cigarro contrabandeadas do Paraguai na madrugada deste sábado (14) em Alto Paraíso, na região noroeste do Paraná.

Com valor de mercado superior a R$ 1 milhão, a carga ilícita estava escondida sob pacotes de feno, em uma carreta abordada por volta das 5 horas, em frente à Unidade Operacional Porto Camargo da PRF, na BR-487.

O motorista, de 37 anos de idade, foi preso em flagrante por contrabando. A pena previsa para o crime varia de dois a cinco anos de reclusão.

Aos policiais rodoviários federais, ele disse que saiu de Mundo Novo (MS) e que tinha como destino Paranavaí (PR).

A PRF encaminhou a combinação de veículos, a carga e o preso para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra. A contagem exata dos maços será feita pela Receita Federal.

Fonte PRF

Avião monomotor cai em Querência do Norte, e piloto desaparece

Do G1

Um avião de pequeno porte caiu em Querência do Norte, no noroeste do Paraná, neste sábado (14). A aeronave estava carregada com 60 quilos de cocaína.

Segundo a Polícia Militar (PM), quando a equipe chegou até o local da queda, em uma fazenda de plantação de arroz, o avião estava caído e não havia vítimas. O piloto não foi encontrado.

A droga foi encaminhada à delegacia da Polícia Civil de Loanda, que conduzirá as investigações. Assim que o avião for retirado da fazenda, ele ficará no pátio da delegacia.

Mega-Sena, acumula e pode chegar a R$ 25 milhões

Do G1

Ninguém acertou os números do sorteio 1.894 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (14). O sorteio ocorreu em Belém (PA).

Veja as dezenas sorteadas: 21 – 31 – 35 – 53 – 54 – 57.

A quina teve 37 apostadores, que irão levar R$ 56.148,15 cada e quadra irá pagar R$ 1.074,91 a 2.761 premiados.

O valor estimado para o próximo sorteio, que acontece na quarta-feira (18), é de R$ 25 milhões.

Homem é preso por furto em Santa Luzia da Alvorada

Em Santa Luzia da Alvorada distrito de São João do Ivaí, um homem de 27 anos foi preso após praticar um furto de  um cabo de energia elétrica de 20 metros. Segundo a vitima, quando ele chegou à obra na qual esta trabalhando, notou que o cabo de extensão havia sido furtado, ele perguntou para algumas pessoas nas imediações, eles  disseram que tinham visto um homem  carregado o fio.

A Policia Militar foi acionada, chegando a casa do suspeito, familiares entregaram o cabo já queimado e pronto para venda do fio de cobre. Ainda foi entregue uma tornozeleira eletrônica cortada que deveria estar sendo usada pelo suspeito.

Diante da situação o suspeito de 27 anos, foi localizado e recebeu vos de prisão, ele também estava todo ferido, disse eu tinha se envolvido em uma briga. Ele foi entregue na delegacia de policia.  

 

 

Moto furtada é recuperada em São João do Ivaí

Em cumprimento a um mandado judicial, a Polícia de São João do Ivaí, realizou a apreensão de uma moto placa AVP – 2987, esta moto está com alerta de furto ou roubo em 04/01/2017 e ainda no local também foi encontrado outra motocicleta Susuki com lacre rompido e chassi suprimido. Uma pessoa acabou sendo detida, as duas motocicletas foram levadas para a delegacia de polícia.

 

Furto em residência de São João do Ivaí

Foi registrado um furto em uma residência de São João do Ivaí, ladrões levaram diversos intens. Segundo a vítima, ele saiu por volta de 22h30 e retornou as 06h00 de sexta-feira (13).

Ladrões quebraram a janela da cozinha e furtaram uma TV 32 Samsung, um aparelho Mídia Box, um Martelete Bosch, uma parafusadeira Bosch, uma Makita, uma furadeira Skil, uma garrafa térmica e aproximadamente R$ 600,00 em dinheiro. Busca foram realizadas, mas sem êxito em localizar os objetos e suspeitos.

 

Furto e recuperação de veículo em Lunardelli

Na noite desta sexta-feira (13) foi registrado em Lunardelli um furto de um veículo VW/Gol placa LZO – 4182. O proprietário disse que deixou estacionado, logo em seguida já não encontrou mais o veiculo no local deixado.

A PM recebeu informação anônima que o veículo seguia sentido a São João do Ivaí e de imediato começou a busca. O veículo foi localizado em uma estrada rural já em São João, no interior dele havia um homem que recebeu vós de abordagem.

O homem de 31 anos, resistiu a prisão, sendo necessário uso de força para algemá-lo, no interior do veículo foi encontrado um garfo amassado em formato de chave mixa. O suspeito junto com o veículo foi levado para a delegacia, onde foi atuado.

90 presos não voltaram do indulto de Natal no Paraná

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) divulgou na tarde desta quinta-feira (12) que 90 presos, em todo o Paraná, não retornaram para as penitenciárias após serem liberados para passar as festividades de Natal e Ano Novo com seus familiares. O número representa 5% dos 1.805 beneficiados pela Justiça. Em 2016, o número de presos que não retornaram às unidades, após as saídas temporárias, foi de 5,6%.

Para o diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo Moura, embora a redução possa não apresentar percentuais significativos de um ano para o outro, é extremamente importante. “Significa que o sistema penitenciário vem oferecendo um serviço melhor. Esse tipo de iniciativa faz com que o preso tenha contato com a família e consiga avançar em relação a sua ressocialização”, explica Cartaxo.

Os presos que não se apresentaram nas unidades penais no prazo estabelecido são considerados foragidos. Nesses casos, as unidades penais comunicam ao Poder Judiciário para que seja expedido um novo mandado de prisão.

Com informações da AEN

TCE-PR sugere fim de cidades com menos de 5 mil habitantes

 

Prefeitos do interior do Paraná realizaram uma reunião nesta quinta-feira (12) para discutir uma proposta do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que prevê a extinção de pequenas cidades, com menos de 5 mil moradores. Segundo o TCE, a proposta pode ajudar a reduzir custos para a administração pública. No entanto, prefeitos e moradores de algumas dessas cidades discordam.

A ideia é que essas cidades sejam unidas a municípios vizinhos, aumentando, com isso, a população desses municípios e reduzindo a máquina pública. Seriam menos prefeitos, secretários municipais, vereadores para receberem recursos dos moradores dessas cidades.

Outro ponto defendido na ideia é o fato de que muitas dessas pequenas cidades não conseguem arrecadar impostos suficientes para a própria manutenção e dependem de recursos federais, do fundo dos municípios para poderem ser geridos. O TCE diz que essas cidades não conseguem oferecer serviços básicos de qualidade aos moradores.

“Eles têm dificuldade em se estruturar, em prestar um bom serviço público, na medida em que são muito pequenos, não têm estrutura, não recebem os recursos de modo que possam fazer frente a esses gastos, às necessidades da sua comunidade”, diz o ex-presidente do TCE, Ivan Bonilha.

Em Pinhal do São Bento, no sudoeste do Paraná, os moradores da pequena cidade, de pouco mais de 2 mil pessoas são contrários à medida. Se ela fosse implementada, isso significaria que a cidade voltaria a ser um distrito de Santo Antônio do Sudoeste, distante cerca de 40 quilômetros do atual centro de Pinhal.

“Tudo aqui, o cara tá a um passo da prefeitura. Se nós voltássemos à Santo Antônio, são quase 40 quilômetros para ser atendido novamente, como nós somos atendidos aqui”, diz o agricultor Aliqueu Savoldi

Se a proposta for levada à frente, das 399 cidades atualmente no Paraná, 96 deixariam de existir. No sudoeste do Paraná, nove dos 46 municípios da região seriam extintos.

Os prefeitos de algumas dessas cidades protestam contra a medida. “O município de um território muito grande, com uma população muito grande, a dificuldade administrativa, entendo eu, é muito maior. Nós, como municípios pequenos, tenho certeza disso, quanto mais perto da nossa população, quanto mais perto da nossa comunidade, nós conseguimos atender melhor”, diz o prefeito de Salgado Filho, Elson Pfeifer.

Se a proposta fosse implementada, a cidade que Elson Pfeifer dirige hoje seria anexada a Manfrinópolis. Os prefeitos das duas cidades são contrários pois, segundo eles, além da dificuldade administrativa, isso geraria uma perda de recursos para os moradores. Mensalmente, cada uma das cidades recebe R$ 1 milhão do fundo de participação dos municípios. Se as cidades virassem uma, o recurso a ser repassado seria de R$ 1 milhão, para ser distribuído para o atendimento dos moradores das duas cidades.

Os prefeitos questionam ainda o fato de que o TCE diz querer reduzir gastos, no entanto, obrigou algumas cidades a fazer contratações, mesmo no período de crise. Em alguns locais, as Câmaras de Vereadores compartilhavam com o Executivo os mesmos assessores jurídicos e contábeis. Por determinação dos conselheiros, em 2017, o Legislativo dessas cidades precisarão contratar os próprios assessores para essas áreas, aumentando a despesa pública.

Sobre essa questão, o TCE argumenta que a separação dos poderes, conforme consta na Constituição, determina que eles sejam independentes, obrigando que cada um tenha a própria estrutura. Com isso, fica proibido o compartilhamento de profissionais entre o Legislativo e o Executivo.

Polícia Civil desbarata quadrilha de assaltantes de ônibus no Vale do Ivaí

Uma operação realizada por policiais civis de Apucarana, Faxinal, Jandaia do Sul e Grandes Rios (norte do Paraná), desde o início da manhã desta quinta-feira (12) desbaratou quadrilha de ladrões de ônibus de turismo, que agia principalmente na PR-444 (Rodovia Hermínio Penacchi), na região de Apucarana e Arapongas. O grupo é suspeito de praticar pelo menos oito roubos.

Os dois chefes do bando foram presos no distrito de Flórida, no município de Grandes Rios. Na operação foram apreendidas armas de calibres diversos, como pistolas .380, .40, espingarda calibre .12, além de coletes balísticos, rádios transmissores HT, objetos roubados de vítimas até um mapa com as rotas dos ônibus de turismo na região norte do Paraná. 

Os presos e as armas apreendidas serão apresentados à imprensa na manhã de sexta-feira (13) na 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, onde o delegado José Aparecido Jacovós vai conceder entrevista. Fonte Tribuna do Norte