Polícia abre inquérito para investigar se ossos queimados em lixão são humanos

Gazeta do Povo

Duas dezenas de ossos e restos de caixões foram encontrados queimados no antigo lixão municipal de São João do Ivaí, a aproximadamente 95 quilômetros de Maringá. A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar se os ossos são humanos.

Alguns dos ossos são semelhantes ao fêmur, (maior osso do corpo humano, localizado na perna). Todos foram encaminhados para perícia, no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. “O IML vai apurar se são ossos humanos e a possível data da morte”, disse o delegado de São João do Ivaí, Walmir Rohod Lino.

Ainda segundo o delegado, túmulos e gavetas do Cemitério Municipal que abrigavam indigentes foram encontrados abertos. O inquérito vai apurar se há relação entre os dois fatos.

“Tiramos fotografias que servirão como provas. Há indícios fortes de que os ossos vieram do cemitério, mas precisamos ouvir várias pessoas para dar andamento ao processo. Se comprovado o crime, os responsáveis serão presos e responderão por destruição de cadáver”, disse Lino.

Nas próximas semanas, a Polícia Civil vai ouvir várias pessoas, dentre elas, o coveiro, o diretor do cemitério, o responsável pelo lixão e a Prefeitura de São João do Ivaí. O Ministério Público do Paraná (MP-PR) já foi avisado sobre o caso e deve acompanhar o inquérito.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta