Família para por momentos de terror em Corumbataí do Sul

Infor. Coluna do Rato

Mais uma família da área rural do município de Corumbataí do Sul passou por momentos de terror. O caso aconteceu em uma propriedade rural a cerca de 5 Km do município, Sitio Nascimento, conhecido por “Chácara do queijo”, a propriedade foi invadida por criminosos durante esta madrugada de terça feira (08).

Segundo informou o proprietário quatro homens encapuzados e armados com duas espingardas, facão e uma marreta chegaram à sua residência por volta das 03 horas da madrugada e usando a marreta arrombaram a porta da cozinha, entraram na casa, que no interior além do proprietário e sua esposa estavam também três crianças.

O morador que apresentava sangramento no rosto, relatou que passou momentos de terror, os criminosos o agrediram com um soco no nariz e renderam ele e seus familiares, reviraram toda a casa, levando de seu interior vários objetos eletrônicos, como TV e aparelho de DVD, levaram também alimentos, como queijos e carnes, além de todo o dinheiro encontrado na casa (R$700,00).

Os marginais fugiram do local levando dois veículos de propriedade da vítima, um VW/Gol placa LXJ-7642 ano 1996 de cor vinho e uma moto Honda CG- Placa APU-0986 ano 2008 de cor preta. O morador disse ainda que eles carregaram os objetos no veículo e ao saírem do local deixaram cair a marreta que foi utilizada para arrombar a porta da casa.

A vítima conseguiu chegar até a Rodovia que liga os municípios de Barbosa Ferraz e Corumbataí do Sul, conseguindo avisar um motorista que passava pelo local em direção a Barbosa Ferraz, que acionou a PM para que desse o atendimento a vítima.

A menos de um mês um comerciante do bairro mercadão em Corumbataí do Sul foi vítima de uma ação muito parecida e a PM de Barbosa Ferraz conseguiu apreender um adolescente de 16 anos com a moto roubada no crime; a vítima ainda reconheceu através de uma tatuagem na mão do adolescente como sendo ele um dos autores do crime, mas infelizmente apesar do reconhecimento e do flagrante com a moto o acusado foi liberado, deixando o comerciante indignado, pois agora vive com medo e desacredidato das leis.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta