Preso em Manaus pastor pedófilo do Paraná

De Fábio Campana

A Polícia Civil do Amazonas prendeu nesta segunda-feira o pastor evangélico Geraldo Pereira Nunes, 69 anos, acusado de ter estuprado quatro crianças no Paraná – três de nove anos e uma de dez. Marins foi capturado na casa da irmã, no bairro Cidade Nova, na zona norte de Manaus.

Segundo o delegado do grupo da Força Especial de resgate e Assalto (Fera), Samir Freire, o acusado estava sendo monitorado há uma semana, após a delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crime (Nucria), Maricy Mortagua, entrar em contato com a Polícia Civil, solicitando o apoio para localizar um suspeito de pedofilia, que havia se mudado para Manaus há dois meses.

O acusado estava foragido na casa da irmã, em Manaus O acusado estava foragido na casa da irmã, em Manaus.

Segundo as investigações, o pastor se aproveitava do cargo e da confiança dada pelos fiéis para praticar os crimes.

Após a prisão, o acusado foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Capturas onde aguardava a chegada de uma equipe de policiais civis de Curitiba, para a realização da transferência.

O pastor evangélico Geraldo Pereira Nunes, de 69 anos, foi preso, na segunda-feira (23), em Manaus, no Amazonas. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de quatro crianças no Paraná, em 2010. Segundo informações da Polícia Civil amazonense, o religioso havia se mudado para aquele estado há dois meses. O mandado de prisão por estupro de vulnerável havia sido expedido no dia 13 de janeiro, pela Vara de Crimes Contra Criança e Adolescente do Paraná.

Nunes foi localizado por policiais civis na casa da irmã dele, localizada no bairro Cidade Nova, em Manaus. A prisão ocorreu depois que a delegada paranaense, Maricy Mortágua, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima de Crime (Nucria), entrou em contado com as autoridades amazonenses, pedindo apoio, já que havia indícios de que o pastor evangélico havia se mudado para Manaus.

De acordo com as investigações, Nunes se aproveitava de sua condição de pastor para cometer os crimes. Quando os abusos ocorreram, em 2010, três vítimas tinham nove anos e uma, dez anos de idade. Segundo a polícia, o inquérito policial conta com um vídeo no qual o pastor aparece cometendo atos libidinosos com as vítimas.

O site da Polícia Civil do Amazonas menciona que Nunes deve ser transferido para Curitiba ainda nesta semana. Com a prisão do pastor, duas vítimas compareceram à uma unidade da polícia de Manaus, afirmando também terem sofrido abusos sexuais por parte de Nunes. Os casos devem ser investigados.

Adicionar a favoritos link permanente.

Um Comentário

  1. este vagabundo ,sem vergonha tem que ficar preso pro resto da vida.

Deixe uma resposta