Ano letivo começa com melhorias em todas as áreas da Educação

Agência Estadual

Cerca de 1,3 milhão de estudantes da rede estadual de ensino retornam às aulas nesta quarta-feira (8) nas mais de 2,2 mil escolas públicas do Paraná. Segundo o secretário da Educação e vice-governador, Flávio Arns, o Governo do Estado investiu em todas as áreas para assegurar melhorias na qualidade do ensino ofertado aos alunos paranaenses.

Arns lembra que o Paraná contratou cerca de 17 mil profissionais para a educação em 2011. Desse total, 9,5 mil são professores de todas as disciplinas, que participaram da distribuição de aulas com antecedência para evitar a falta de profissionais no início das aulas. Pedagogos e funcionários também foram contratados considerando o porte das escolas.

Muitos estudantes participarão das atividades da educação integral, que foram ampliadas para 300 municípios. Também houve um aumento na oferta de educação profissional, em função de uma parceria com o sistema Fecomércio. São cerca de 7 mil novas vagas em cursos técnicos para os estudantes da rede pública estadual. A Secretaria da Educação também aderiu ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), oferecendo qualificação para o primeiro emprego.

MENOS ALUNOS POR TURMA – O ano escolar começará com menos alunos por turma nas escolas estaduais. Em outubro do ano passado, foi publicada a resolução número 4.527, que fixa o número de alunos para efeitos de composição de turmas.

A resolução começa a vigorar a partir deste ano, com implantação gradativa até 2014. No ensino fundamental, as turmas – que pela resolução anterior podiam ter até 40 alunos – terão no máximo 30, na 5ª e 6ª séries, e até 35 na 7ª e 8ª séries. No ensino médio, o número máximo de alunos foi reduzido de 45 para 40. Na educação de jovens e adultos, as turmas terão de 20 a 25 alunos (até agora eram de 25 a 45 alunos).

MAIOR PARTICIPAÇÃO – Outra frente de trabalho da secretaria é o fortalecimento dos grêmios estudantis, com a criação de uma unidade em cada escola do Estado. “A participação dos estudantes é fundamental para contribuir nas discussões políticas das escolas. É um exercício de cidadania”, afirma Arns.

Os alunos ainda participarão de várias atividades em comemoração ao centenário de nascimento da escritora paranaense Helena Kolody. Para o segundo semestre, está programada uma exposição de trabalhos científicos de alunos de todo o Estado no Parque Newton Freire Maia, em Pinhais.

ESPAÇO FÍSICO – Os espaços físicos também foram melhorados em muitas escolas. Para isso, foram destinados mais de R$ 130 milhões para obras em 500 unidades de ensino. Outras 20 novas escolas foram construídas, oito passaram por ampliações e quatro quadras poliesportivas receberam cobertura.

Ainda foram licitados R$ 35 milhões para reparos nas escolas e iniciado um novo processo de descentralização de recursos. As primeiras obras em 17 colégios do projeto piloto estão sendo concluídas. Cada escola recebeu até R$ 150 mil para investir.

TRANSPORTE ESCOLAR – Os alunos atendidos pelo transporte escolar também foram lembrados. Em 2011, os repasses aos municípios para o transporte escolar aumentaram em mais de 100% – de R$ 28 milhões em 2010 para R$ 58 milhões em 2011. Foi criado o Sistema de Gestão do Transporte Escolar (Siget), que prevê o cadastro, organização e sistematização de todas as informações via web. Em todo o Paraná, mais de 360 mil estudantes são atendidos pelo serviço.

“Muito já foi realizado, mas precisamos avançar ainda mais. E isso só acontecerá com a participação de todos: professores, pedagogos, funcionários, alunos e familiares. Com cada um fazendo a sua parte, transformaremos a educação do Paraná com a qualidade que tanto almejamos”, afirma Arns.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta