Acidente provoca quatro mortes e deixa quatro feridos em Apucarana

Tribuna do Norte Apucarana

Um acidente gravíssimo envolvendo dois veículos, ocorrido por volta das 13h15 deste domingo(26), no Contorno Sul de Apucarana (BR-376, a Rodovia do Café) provocou a morte quatro pessoas de uma mesma família, além de deixar outras quatro feridas com gravidade. Várias vítimas ficaram presas nas ferragens e a pista ficou interditada por cerca de três horas, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os lesionados foram encaminhados ao Hospital da Providência por equipes do Samu e dos Bombeiros e os corpos das vítimas fatais acabaram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana para necropsia e identificação. Houve muito trabalho para retirar os corpos das ferragens.

A colisão frontal aconteceu no Praque Industrial Sul de Apucarana e ainda não há informações mais detalhadas sobre a causa do acidente.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da PM controlaram o trânsito no local. Muitos populares acompanharam a retirada dos corpos dos mortos e e o resgate dos feridos.

Identificação – Conforme o IML de Apucarana, morreram no local da colisão frontal quatro pessoas da mesma família, que estavam no GM Astra com placas com placas ANA-2191, de Maringá. Francisco Tanjone, de 42 anos, a mulher dele, Andreia Acciari, de 38, a filha Isabella Aciari Tanjone, de 13 anos, e a sobrinha Ingrid Acciari Vicente, de 22, já estavam mortos quando socorristas chegaram ao local da ocorrência de trânsito. Um garoto de 17 anos, filho de Francisco e Andreia, teve lesões médias e foi levado para o Hospital da Providência.

De acordo com a PRF, chovia forte no momento do acidente e tudo indica que a Hilux, que trafegava no sentido Oeste-Leste, teria ficado desgovernada,  invadido a pista contrária e provocado a colisão.

Depois da batida, a caminhonete capotou e foi parar em um matagal às margens do Contorno Sul. O motorista da Hillux, Júlio Bovo, de 37 anos, foi internado em estado grave e outros dois passageiros sofreram ferimentos, mas não correm risco de morte, segundo completou a PRF.

Adicionar a favoritos link permanente.

Um Comentário

  1. Em nome de Jesus que Deus venha a confortar todos os familiares e principalmente o filho do casal que sobreviveu ao acidente.

Deixe uma resposta