Polícia divulga fotos da quadrilha que agiu em Grandes Rios

Matéria e foto do Jornal Tribuna do Norte Apucarana

A polícia divulgou hoje imagens dos bandidos presos, que fazem parte da quadrilha que explodiu os caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil em Grandes Rios.

O crime aconteceu na madrugada desta quarta (04), onde 11 homens armados dinamitaram a agência bancária e fugiram logo em seguida, em um Vectra e um EcoSport. Numa ação que durou 9 minutos.

Os presos são Augusto Rodrigues da Silva, de 72 anos, seus filhos Valdeci Rodrigues da Silva, 45, e José augusto Rodrigues da Silva, 27; Plínio José Verber, 53 e Elder Lima, 41 anos.

Valdeci Rodrigues da Silva, o “Pelé” já era investigado por roubos de gado, e acabou confessando ser envolvido com furtos de gado na região. Pelé foi preso em Grandes Rios, e confessou ter armas e gado roubado em sua casa, no sítio de seu pai, além de entregar uma chácara onde foram encontradas 12 cabeças de gado e um homem que foi preso por interceptação. Ele também denunciou uma propriedade em Apucarana, onde teria mais gado furtado.

O sítio foi usado como base para a quadrilha planejar a ação. Ao chegar na localidade, a polícia encontrou seis armas de fogo, munição, carne bovina e R$5.000 em dinheiro – quantia essa que os presos afirmam ser sua parte no assalto.

Outros seis elementos da quadrilha eram de Curitiba e a polícia está trabalhando na sua captura. O líder da quadrilha é Plínio José Verner, ex-presidiário de Califórnia. Segundo o delegado Antônio Silvio Cardoso, de Grandes Rios, foi Plínio quem contratou seis homens de Curitiba e os outros 4 assaltantes da região. “Ele foi o mentor, contratou o filho do sitiante e os bandidos da capital” – afirma o delegado.

Na manhã de quinta-feira (05) a policia de Grandes Rios localizou um dos veículos utilizado no roubo, uma Ford Ecoesporte placas APL 1453, ela estava escondida no Sitío São Judas Tadeu, na localidade de Pedra Branca, na beira do Rio Alonso.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta