Auditoria vai apurar uso de verba de turismo em Jandaia do Sul

Informações O Diário Maringá

Os auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria-Geral da União (CGU) iniciaram na segunda-feira (16) a auditoria que vai apurar como o prefeito de Jandaia do Sul (a 46km de Maringá), José Borba (PP), está gastando os R$ 15,3 milhões repassados pelo Ministério do Turismo nos últimos três anos. A cidade foi a recordista em convênios com a pasta no Paraná, mesmo não tendo qualquer vocação para exploração do turismo e nem constar em qualquer dos quase 100 roteiros sugeridos a turistas.

O volume exagerado de recursos chamou a atenção da população, que não entende como foram feitos os investimentos, e do Ministério Público Federal, que instaurou inquérito para apurar como ocorreu a aplicação dos mais de R$ 15 milhões. O procurador do Ministério Público Federal (MPF) em Maringá, Natalício Claro da Silva, foi quem solicitou à CGU e ao TCU a investigação.

A construção do teatro é um dos alvos da auditoria, mas a CGU e o TCU vão verificar também como foram gastos R$ 300 mil na revitalização da praça – que os frequentadores garantem que não aconteceu -, quase R$ 500 mil no parque de exposições e R$ 100 mil na restauração da praça em torno da igreja matriz. Também a vizinhança da matriz garante que a única coisa que aconteceu na praça nos últimos três anos foi a poda das árvores e a instalação de um parquinho infantil com quatro aparelhos, raramente frequentado. Há ainda o caso de R$ 200 mil gastos nas festividades natalinas e R$ 50 mil no Carnaval.

Por meio de sua assessoria, a administração José Borba garantiu que não há irregularidade, que as prestações de conta foram feitas na época certa e o dinheiro só foi liberado pelo governo federal quando apresentadas as devidas medições.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta