Dia 18 de maio dia Nacional de combate ao abuso e exploração sexual de criança e adolescentes

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra a Criança e Adolescente foi instituído no dia 18 de maio do ano 2000, por meio da Lei Federal 9.970/2000, 27 anos após uma menina capixaba de Vitória/ES, ter sido sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada. O corpo da menina foi encontrado seis dias depois, desfigurado por ácido.

O movimento em defesa dos direitos de crianças e adolescentes lutou pela implantação da lei, no sentido de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento pelos direitos de crianças e adolescentes e na luta pelo fim da violência sexual.  O dia, portanto, é destinado para que toda a população do Brasil se manifeste contra a violência sexual, principalmente a praticada contra crianças e adolescentes.

ATIVIDADES SOCIOEDUCATIVAS

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente deliberou para que em parceria com o CRAS fossem realizadas ações de caráter sócio educativo com os habitantes do município de São João do Ivaí referente ao dia 18 de maio – Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Neste sentido na terça-feira dia 15/05/2012 ocorreu uma palestra na Câmara de Vereadores ministrada pela Professora Viviane Yoshinaga Carlos (FECEA) Assistente Social Especialista em Política Social e Gestão de Serviços Sociais (UEL). Mestranda em Serviço Social e Política Social, com ênfase em Criança e Adolescente.

A palestra contou com a participação da sociedade civil, representantes das escolas, de trabalhadores da área de saúde, Conselheiros Tutelares, Conselheiros de Direitos e usuários da política de assistência social.

O dia foi marcante pela introdução de novos conhecimentos quanto ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes sabendo-se discernir os dois temas. Dessa forma a palestrante discerniu para os convidados a diferença entre abuso e exploração

Foi destacado pela palestrante Viviane a importância do trabalho em rede entre educação, saúde, assistência social e demais setores para que funcione a rede de serviços no sentido de combater as espécies de violência contra criança e adolescente, formulando planos e projetos de combate a violência, abuso e exploração, mas que para isso é necessário o apoio e integração de todos os setores envolvidos na política. Assim a palestra teve fundamentação histórica e teórica além de conhecimentos práticos trazidos pela palestrante sendo importante para o conhecimento e capacitação dos membros presentes.

Ainda no dia 18 de maio foi organizada uma passeata com a participação das Escolas Estadual Artur de Azevedo e Escola Municipal Santa de Terezinha e Escola Municipal Tancredo Neves no qual a população de estudantes, professores, trabalhadores da área de saúde e da assistência social se mobilizaram contra  o abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes, sendo realizada também a entrega de folders, cartazes e uma blitz educativa com a colagem de adesivos nos carros.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e a Equipe do CRAS agradecem a presença e a participação de todos!

 

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta