Secretaria de Segurança Pública assume compromisso com o Conseg de Ivaiporã

Foi entregue no gabinete do deputado Artagão Júnior na última quarta-feira (30) ofício solicitando a intervenção do parlamentar junto ao Governo do Estado para a construção de um mini-presídio em Ivaiporã. Entregaram o documento ao chefe de gabinete Flores Pilarski o presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Ivaiporã (Conseg), David Soares Ruas; os vereadores Mario Hort, Luciano Reginaldo Gonçalves, e Edivaldo Montanheri (presidente da Câmara) e Morgana Soares Ruas, representando o Sindicato dos Empregados no Comércio de Ivaiporã.
Fuga de presos

O pleito tomou maiores proporções depois da fuga de 27 presos da delegacia, no último domingo (27). “Fizeram um policial de refém e fugiram. A situação está alarmante em nosso município. A estrutura da delegacia, além de estar situada no centro da cidade, está defasada”, conta o presidente do Conseg de Ivaiporã. De acordo com ele, a construção do presídio é uma antiga solicitação do município, envolvendo a sociedade civil organizada, e já teve a autorização para a construção em governos anteriores. Porém, o pleito esbarrou em questões orçamentárias.

Audiência na Secretaria de Segurança Pública

Na última quinta-feira (30), o caso foi apresentado ao secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César. “É uma reivindicação justa a construção do mini-presídio. Mas é um pleito de competência da Secretaria da Justiça. No plano de segurança do nosso governo, nas delegacias de polícia devem ficar os presos que estão de passagem, de 40 a 50 dias”, afirmou o secretário, após ouvir o relato feito pelo presidente do Conseg, David Soares Ruas.

Durante a audiência, o secretário garantiu as seguintes providências:

1 – A construção de um novo e moderno prédio da delegacia de polícia.

2 – A inclusão do município no projeto que vai criar subdivisões policiais.

3 – A instalação da delegacia da mulher, tão logo sejam contratadas novas delegadas e escrivãs cujo concurso será autorizado neste mês de junho.

4 – Solicitou que seja encaminhado o projeto de construções de salas no atual prédio e orçamento (em torno de R$ 80 mil) para tentar viabilizar o aporte do Estado.

5 – Apurar a distribuição do alimento na delegacia, transportada diariamente de Guarapuava, que, de acordo com o Conseg, em algumas ocasiões a comida chega estragada.

 

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta