Veículo explode após colisão frontal e mata três na PR-323

O Diário Maringá

Um trágico acidente de trânsito matou três pessoas na rodovia PR-323, no trecho entre o município de Doutor Camargo (a 36km de Maringá) e o distrito de Água Boa, no início da noite de sexta-feira (27). As vítimas estavam no carro que explodiu após a colisão frontal.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente ocorreu por volta das 19h20 – no Km 180 + 200 – no momento em que o Fiat Brava (placa de São Paulo) realizava uma ultrapassagem. O relatório da polícia aponta que o carro conduzido pelo engenheiro civil Mario Misse, 64 anos, invadiu a pista contrária e bateu frontalmente no Toyoto Corolla (placa de Andira) que trafegava no sentido contrário.

Populares que presenciaram o acidente relataram aos bombeiros que participaram do resgate que o condutor e o passageiro do banco da frente, o aposentado Mario Kenji Takahashi, 66 anos, morreram na batida.

Já a filha do engenheiro civil, Sabrina Castanheira Paixão, 15 anos, que viajava no banco de trás, morreu carbonizada. Ela ficou com um dos pés preso às ferragens e não conseguiu sair do carro antes da explosão. Apenas o contador João Toshio Misse, 62 anos, deixou o veículo a tempo com a ajuda de populares. Ele foi encaminhado com ferimentos graves, porém sem risco à vida, para o hospital Santa Rita de Maringá.

O Corpo de Bombeiros de Maringá informou que, ao chegar no local, encontrou o Fiat Brava em chamas. O incêndio foi controlado e os corpos carbonizados resgatados e levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá.

Os ocupantes do Corolla sofreram apenas ferimentos leves. O funcionário público Orlando Seizi Suda, 60 anos, condutor do carro, foi levado ao Santa Rita, enquanto Sandro Eduardo Basaglia, 51 anos, recusou o encaminhamento.

Ainda segundo a PRE, as vítimas do Brava eram moradores de São Paulo, capital paulista. Os ocupantes do Corolla seriam de Irati.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta