Adolescente de 15 anos é encontrado morto

Tribuna do Interior

Foto: Marcos de Souza

Um adolescente de 15 anos foi brutalmente assassinado em Roncador e o corpo ainda apresentava indícios de violência sexual. O crime chocou os moradores da cidade e muitos se aglomeraram em frente à casa da vítima para acompanhar os trabalhos da polícia e do Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão, que fez o recolhimento do corpo. Eliel Carlos dos Santos foi encontrado morto sobre dois colchões, no chão da cozinha da casa onde morava, usando apenas uma camiseta. A cueca estava abaixada e vestindo apenas uma de suas pernas.

O menino estava apenas com a mãe, R.M.G.S., em uma casa simples, pequena e de madeira, na Rua Paraná, área central da cidade. Ontem de manhã, ela disse que encontrou o filho morto, quando se levantou, por volta das 7h para acordá-lo. Santos foi encontrado com vários ferimentos profundos na cabeça. Segundo o cabo Claudinei Farias, do destacamento de Roncador, a vítima perdeu muito sangue. “Ele perdeu tanto sangue, que o líquido transfixou os dois colchões onde dormia, passando pelo assoalho da casa e manchando uma pedra, que estava embaixo da casa”, detalhou o policial.

A autoria do crime ainda é desconhecida e o depoimento da mãe aumenta o mistério que ronda o caso. “O que ela conta é muito estranho. Diz que saiu às 5h da manhã para ir na casa da patroa, que mora a uma quadra do local. Foi até lá para avisar que não iria lavar roupas hoje (ontem). Ao voltar, viu o menino deitado no chão, mas como a luz estava apagada, diz que não percebeu nada de anormal. Só viu o filho morto, quando levantou às 7h para chamá-lo para ir à escola”, afirmou o cabo Farias.

Conforme a polícia apurou, ela era separada do marido e morava com um amásio, mas na noite do crime ele não estava em casa. O garoto já tinha passagens pela polícia por pequenos furtos. A casa não é cercada de muro e não havia sinais de arrombamento no local. A mulher, porém, disse que quando saiu, deixou a porta apenas encostada. A polícia também não constatou vestígio de luta corporal. Apenas a mãe relatou que sua bolsa teria sido mexida durante sua ausência.  O corpo de Santos foi encaminhado para o IML, onde passará por exames de peritos para detectar a causa morte e se houve ou não abuso sexual.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta