2º Companhia de Polícia Militar ambiental realiza operação chavantes

Operação Carlópolis 30 jan 2013 (2)Teve inicio nesta quarta feira, dia 30 de janeiro de 2013 a “OPERAÇÃO REPRESA CHAVANTES”, que é o reforço do policiamento ambiental na região turística situada na divisa do estado do Paraná com São Paulo, e conta com o apoio direto das prefeituras municipais de Carlópolis e Ribeirão Claro.

Os Policiais Militares Ambientais da Segunda Companhia do BPMA, estão trabalhando e intensificando o policiamento de proteção ao meio ambiente, verificando principalmente o respeito ao período de defeso, proibindo a pesca e garantindo a reprodução das espécies de peixes de toda área.

Para a operação, nesta terça foram empenhadas quatro equipes de policiamento aquático ambiental, todas embarcadas em lanchas contando com cerca de 20 policiais ao todo.

A operação tem a abrangência dos cerca de quatrocentos quilômetros quadrados de área da represa, que acumula em torno de 9,4 bilhões de metros cúbicos de agua.

Operação Carlópolis 30 jan 2013 (6)Além das abordagens e verificação e documentos de embarcações e ribeirinhos que se utilizam da represa os policiais tem realizado orientações sobre pesca e principalmente segurança das pessoas embarcadas, cobrando colete salva vidas e orientando que a pesca e atividades embarcadas não podem ser realizadas a menos de 1500 metros da represa de Chavantes, em decorrência dos riscos daquele local.

Nossas equipes alertam as pessoas que utilizam barcos ou jet-ski em rios e represas neste período, para que tomem extremo cuidado com a segurança da navegação, pois o nível de agua está baixo em diversos pontos o que pode gerar acidentes graves para estas embarcações, com risco de colisão principalmente com rochas aparentes ou troncos de arvores que foram encobertos no período de cheia.

A PIRACEMA 2013 se encerra apenas no dia 28 de fevereiro de 2013, e estas ações iniciam ações voltadas para a proteção ambiental no período de carnaval, sendo que no dia 07 de fevereiro a segunda companhia lançará a operação “POLICIA MILITAR AMBIENTAL NO CARNAVAL”, com saída prevista para 09 horas, saindo simultaneamente com várias equipes com lanchas e viaturas da sede localizada no jardim Botânico de Londrina.

A operação visa garantir melhores resultados para a desova, e os principais focos de fiscalização serão rios e reservatórios do Estado, quem for flagrado pescando em desacordo com a legislação vai ser enquadrado na lei de crimes ambientais, que além da prisão e ação criminal, ainda pode acarretar multa de R$ 700,00 por pescador, mais R$ 20,00 por quilo de peixe pescado e os materiais de pesca, como varas, redes e embarcações, podem ser apreendidos.

Esta operação esta sendo realizada mediante ordem direta de nosso Governador Beto Richa e do comandante do BPMA, Tenente Coronel Chehade Elias Geha, serão empregados cerca de trinta policiais militares em cada turno, realizando diversos serviços como abordagens e patrulhamentos em todos os  municípios da área de área de abrangência operacional da companhia e seus respectivos pelotões.

Além da fiscalização a pesca, nossos policiais estarão atentos a proteção das pessoas e bens na área de serviço, abordando suspeitos, localizando uso irregular de embarcações e orientando para práticas seguras.

O principal objetivo é garantir segurança efetiva as pessoas e ao produtor rural, aumentando o policiamento e modificando o paradigma da Polícia Militar Ambiental, o transformando em aliado e companheiro da produção e proteção de criminoso perigoso que retiram a tranqüilidade no campo.

Este trabalho é fundamental para a proteção ao meio produtivo em geral, alem de todos os espécimes de flora e fauna existentes em nossa região de atendimento.

 

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta