Fênix decreta situação de emergência

Tribuna do Interior

chefinhoApós 310 casos de dengue confirmados, o prefeito de Fênix, Edwaldo Gomes de Souza (PDT), decretou ontem situação de emergência no município devido à doença. Segundo dados da secretaria de Saúde da cidade são mais de 570 notificações. Na região, é a 4ª cidade a adotar a medida. Araruna, Campo Mourão, e Peabiru, também com inúmeros casos confirmados e notificações, já havia decretado emergência.

Em Fênix, além do grande número de casos confirmados, o município registrou alta quantidade de internações exames laboratoriais realizados, enfrenta defasagem no quadro de agentes de endemias que fazem o controle da infestação do mosquito, o município possui apenas três concursados, e falta de aterro sanitário e coleta seletiva de lixo na cidade.

O prefeito comentou que o município intensificou desde o início do ano ações de combate à doença, promovendo arrastões, recolhimento de lixos, entre outras medidas, mas a infestação do mosquito fugiu do controle. Atualmente Fênix vive uma epidemia de dengue. “Infelizmente fugiu do nosso controle. Talvez, com todos os problemas que encontramos na prefeitura, a dengue a nossa principal preocupação”, lamentou.

Souza acrescentou que fez no mês passado a contratação temporária de mais quatro agentes de endemias. “Tomamos todas as providências até aqui ma não minimizou em nada a situação. As notificações aumentam a cada dia”, falou. Ele disse também que a Regional tem enviado o carro fumacê para o município, mas não está surtindo efeito. “Em parceria com a Regional de Saúde estamos fazendo todos os esforços para minimizar a situação”, completou.

Como decreto de emergência, o município consegue a liberação de recursos dos governos estadual e federal e contratações emergenciais a fim de suprir a demanda excedente que precisará de serviços públicos urgentes e de qualidade, e dispensa a licitação para aquisição de bens necessários, entre outros.

Mortes

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) na região de Campo Mourão, seis pessoas já morreram em decorrência de complicações da dengue. Foram confirmadas quatro mortes em Peabiru e outras duas em Campo Mourão.

Adicionar a favoritos link permanente.

6 Comments

  1. FOI DIVULGADO SIM ,VC Q DIZ Q NAO FOI DIVULGADO É Q TA POR FORA DA SITUAÇAO ,PRESTE MAIS ATENÇAO QUANDO OS AGENTES PASSAR EM SUA CASA Q VAI SABER COMO ESTA SEU MUNICIPIO. ATE AGORA SAO 4 CASOS CONFIRMADOS EM SAO PEDRO E 24 NOTIFICAÇOES ATE ONTEM . VC Q SO SABE CRITICAR DEVERIA AJUDAR SEU MUNICIPIO NAO FICAR CRITICANDO Q SE ESTA TENDO CASOS DE DENGUE NA CIDADE NAO É CULPA DOS AGENTES DE SAUDE E SIM DA POPULAÇAO BLZ .PENSSE NISSO

    • Onde foi que eu coloquei que a culpa é dos agentes de saúde? Meu caro teu problema é puxasaquismo, falta sim vergonha na cara da população, que deixa lixo acumulado, falta de responsabilidade dos órgãos públicos que deveriam sim, estar mais atentos, e punir quem não quer colaborar. Entre outros

  2. com tandos casos de dengue na cidade ,muitas pessoas doente quando vamos ao posto de saude temos a grande noticia ,que não a consultas pois medicos estão em cursos,hoje mesmo tinha somente um medico com 14 consultas.

  3. Em São Pedro do Ivaí, segundo conversas no Hospital há muitos casos de Dengue mas a Secretaria de Saúde não deixa divulgar isso em público

Deixe uma resposta