Patrulha ambiental recolhe aproximadamente 700 litros de agrotóxico no Rio Ivaí

Nesta segunda feira dia 11 de março de 2013, através de uma denuncia anônima informaram a Patrulha Ambiental de um possível deposito de embalagem de veneno, a céu aberto as margens do Rio Ivaí localidade próxima à balsa da Mariza, entre os municípios de São Pedro do Ivai e Fênix. Uma equipe da “Patrulha Ambiental” composta pelo Sub Comandante da Patrulha Ambiental: Carlos Eduardo de Souza (Mula) os patrulheiros: Irineu de Paula, Nildo Chuind e Milton da Silva, se deslocaram até o local de barco, onde foi confirmado a denuncia, com várias embalagens de agrotóxicos, inclusive algumas ainda lacradas sem uso, diante da grande quantidade de embalagem, foi solicitado apoio de mais patrulheiros, sendo que o horário as 14:00 horas outra equipe composta por cinco membros da patrulha foram em apoio à primeira equipe que já estava no local desde as 10:00 horas da manhã.

O local onde encontrava depositada a grande quantidade de embalagens de veneno, era próximo a uma nascente “mina”  numa distância do Rio Ivaí a 30 metros, mesmo com grande dificuldade de acesso ao local e decorrente do tempo chuvoso dificultando a coleta do material, já que esse matérial todo foram transportado de barco, as embalagens de veneno em sua maioria eram de vidros, onde ouve a dificuldade exigindo muito cuidado no manuseio no transporte, pois poderiam quebrar e contaminar ainda mais, sem contar que é prejudicial a saúde. Em um levantamento é possível, confirmar mais de 700 litros de venenos, entre embalagem de vidros e plásticos, com aproximadamente 20 litros cheio de produto “veneno”.

Essas e outras ações são algumas das intenções que a patrulha ambiental irá trabalhar visando proteger conscientizar e educar as pessoas do compromisso que cada um deve ter com o meio ambiente, estaremos a disposição da sociedade para receber qualquer tipo de denuncia ou reclamação, lembramos que a patrulha ambiental, veio para ser amiga companheira do meio ambiente, e parceira das autoridades ambientais, tais como policia militar e ambiental, ministério publico, de forma alguma queremos punir , mais sim de prevenir, até por que é melhor prevenir do que remediar. Colaborou Idevaldo Viana.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta