Polícia Militar Ambiental de Londrina resgata capivara de 40 kilos dentro de casa

20 03 2013 resgate capivara Londrina Cap Eguedis (1)Nesta terça feira, dia 19 de março de 2013, integrantes da Polícia Militar Ambiental do Pelotão de Londrina realizaram a captura e resgate de uma Capivara adulta, de cerca de 40 quilogramas, animal selvagem nativo, que estava dentro de uma residência na zona sul da cidade de Londrina.

O proprietário da residência na rua Ângelo Pesarine, no Conjunto das Flores, relata que se assustou quando adentrou ao quintal da casa e localizou o animal em um sofá que estava em uma área coberta utilizada para o convívio e descanso das pessoas e ao avistar movimentação de pessoas o animal correu e se escondeu atrás deste sofá.

Os moradores acionaram nossa equipe de policia militar ambiental que esteve na residência e conseguiu de forma segura resgatar o animal que está em excelente estado de saúde, sem sinais de domesticação ou ferimentos, após passar por consulta de médico veterinário a capivara foi encaminhada e reinserida na natureza, em área com povoamento de animais da espécie na bacia hidrográfica o rio Tibagi.

A capivara não é animal agressivo que coloca a vida de pessoas em risco, por estar dentro da cadeia alimentar como animal fornecedor de alimentos a outros carnívoros geralmente foge da presença de seres humanos e outros animais, seu risco é de acidentes com pessoas, animais domésticos e objetos, existindo ainda o risco de ferimentos do próprio animal por ser muito arisco e ter peso elevado, fato que gera riscos e problemas no ambiente urbano.

A capivara adulta resgatada tem em torno de quarenta quilogramas, é jovem com idade em torno de um a dois anos, mede cerca de 110 cm de comprimento, este animal em sua fase adulta pode chegar a ter até 1,5 metros de comprimento médio e cerca 60 kg.

O animal é típico de áreas de alagados, próximas a rios e represas em toda a bacia hidrografia do estado do Paraná,  principalmente nas beiras de rios e córregos, é também encontrado em regiões mais quentes do estado, por ser um roedor pode se alimentar de plantas e raízes.

Felizmente neste caso o proprietário teve bom sendo e acionou nosso serviço que resgatou o animal com vida, para que possa continuar sua responsabilidade dentro do sistema ecológico e equilíbrio ambiental. Estas ações de proteção ambiental continuarão em toda a região operacional da Segunda Companhia do Batalhão de Policia Militar Ambiental (BPMA), conforme ordem direta do Governador Beto Richa e de nosso comandante o Tenente Coronel Chehade Elias Geha, relembrando toda a sociedade, que todo cidadão pode ser um defensor da natureza e ajudar no combate aos crimes ambientais denunciando a qualquer hora, em todo o estado do Paraná os crimes ambientais através do telefone (43) 3341-7733 em Londrina e região.

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta