Grave acidente envolve quatro veículos e mata um motociclista na rodovia

Ta Sabendo

tn_acidenteO trabalhador Marcelino Domingos de Sena Junior morreu em um grave acidente na tarde desta quarta-feira (20), na PR-317, próximo a Sertãozinho, município de Engenheiro Beltrão.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, quatro veículos se envolveram no acidente: uma carreta Scânia, com placas de Campo Mourão, conduzida por Valdecir Lima Santos, de 48 anos, uma caminhonete Nissan/Frontier, de Quinta do Sol, conduzida por Solimar Prado Coppo, de 45 anos, o VW/Fox, de São Paulo, conduzido por Cinthia Kim, além da motocicleta de placa ALU-1253, de Engenheiro Beltrão, conduzida pela vítima.

Segundo o motorista da carreta, ele estava seguindo em direção à Campo Mourão pela terceira faixa, quando outro caminhão saiu da faixa à sua frente, ao desviar, perdeu o controle e a carreta acabou fazendo o “L”, vindo a atingir de “raspão” a caminhonete Nissan e chocando de frente com o motociclista que seguia sentido Maringá.

A motorista do VW/Fox tentou desviar do acidente e acabou capotando, indo parar em um barranco às margens da rodovia. Os outros três veículos seguiam em direção a Engenheiro Beltrão.

A versão do motorista da carreta é contestada pelos condutores dos outros veículos envolvidos no acidente. Segundo as condutoras do Fox e da Frontier, não havia nenhum outro caminhão na pista no momento do acidente. “Ele só pode ter cochilado, não há outra explicação”, comentou a condutora da caminhonete.

Com o impacto, a motocicleta ficou completamente destruída, presa debaixo do caminhão, enquanto o motociclista caiu em uma vala ao lado da pista.

A Polícia Rodoviária Estadual registrou o acidente. O corpo do motociclista foi retirado do local pelo IML de Campo Mourão, enquanto todos os veículos envolvidos foram levados para o pátio da PRE em Peabiru.

Demora no socorro da vítima

Quem parou no local para ver o acidente ficou revoltado com a demora do socorro. Apesar das múltiplas fraturas que sofreu, Marcelino ainda estava vivo e as pessoas pediam insistentemente por socorro, que chegou tarde. Quando a Viapar chegou no local, os socorristas nada mais puderam fazer, apenas constatar a morte do motociclista.

Veja mais imagens

(Marcos de Souza)

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta