Professores relembram 30 de agosto e cobram dívida

canvasNesta sexta-feira (30), quando completam 25 anos do primeiro ‘Dia de Luto e de Luta da Educação Pública do Paraná’, a APP-Sindicato organizou uma grande mobilização dos seus trabalhadores e trabalhadoras da Educação. As escolas vão parar e a categoria sairá às ruas para relembrar o primeiro, e fatídico, 30 de agosto, ocorrido em 1988, bem como cobrará que o governo sane as pendências que tem com os(as) educadores(as) da rede pública estadual de ensino. Entre elas, o pagamento de mais de R$ 40 milhões relativo a promoções e progressões em atraso (algumas desde 2012). Caso as negociações da pauta com o governo não avancem (inclusive, a direção da APP terá uma audiência, ao meio-dia, com representantes do Poder Executivo), os educadores poderão ficar acampados em frente ao Palácio Iguaçu.

Mais de 60 ônibus, micro-ônibus e vans trarão as dezenas de caravanas do interior do Estado para participar do ato em Curitiba, que tem concentração marcada para as 09h, na Praça Santos Andrade. Além disso, são esperados milhares de professores(as) e funcionários(as) da Educação de Curitiba e Região Metropolitana. “Temos que estar unidos no 30 de agosto para cobrar do governo os nossos direitos. Vamos fazer uma mobilização histórica este ano para marcar os 25 anos do ‘Dia de Luto e de Luta’, como também para cobrar a resolução da nossa pauta, tanto dos professores e professoras, como dos funcionários e funcionárias, da ativa e aposentados”, afirma a presidenta da APP, professora Marlei Fernandes de Carvalho.

Marcha dividida em períodos históricos – Este ano, os(as) educadores(as) que participarão da caminhada em direção ao Palácio Iguaçu serão divididos em blocos (demarcados por cores das camisetas). O primeiro tratará do período de 2011 a 2013, do atual governo Beto Richa. O segundo bloco retratará o período de 2003 a 2010, da administração Roberto Requião e Orlando Pessuti. O terceiro será relativo a 1995 a 2002, governo Jaime Lerner. O quarto traz as lutas de 1991 a 1994, com os então governadores Roberto Requião e Mário Pereira. O último é de 1988 a 1990, no governo de Álvaro Dias.

Os blocos foram formados pelos 29 núcleos sindicais da APP, que levarão às ruas quais as principais lutas de cada época, assim como as conquistas da categoria. Na concentração, na Praça Santos Andrade, haverá uma oficina de cartazes. Na chegada ao Palácio Iguaçu serão promovidas, pelos(as) educadores(as), encenações sobre cada período histórico e também uma esquete sobre a situação dramática em que se encontra o Serviço de Atendimento à Saúde (SAS) dos servidores estaduais.

Atos regionais e em Brasília – Além de Curitiba, também acontecerão atos regionais promovidos pelos núcleos sindicais da APP de Apucarana, Assis Chateaubriand, Campo Mourão, Cascavel, Cornélio Procópio, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Jacarezinho, Laranjeiras do Sul, Londrina, Mandaguari, Maringá, Ponta Grossa, Toledo e União da Vitória (veja, abaixo, os horários e locais de concentração).

No mesmo dia, em Brasília, um ato nacional, convocado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), reivindicará a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE), que aguarda há três anos e meio o fim de sua tramitação no Congresso Nacional. Os manifestantes montarão um acampamento em frente ao Senado Federal para pressionar os parlamentares.

Também na luta contra o PL 4.330 – A Central Únicas dos Trabalhadores(as) (CUT), em conjunto com as outras centrais sindicais, está travando uma grande luta contra o Projeto de Lei 4.330/2004, que escancara as terceirizações no Brasil. As entidades já realizaram atos em todas as cidades do Paraná e mobilizaram milhares de trabalhadores nas principais cidades do Brasil. Agora, a luta chega a um ponto crucial. “É neste momento que precisamos dar um gás final, reunindo toda nossa militância, para fazermos história no Brasil, ou deixarmos passar um projeto que, seguramente, alterará a vida da classe trabalhadora e a forma como nos relacionamos em nossos ambientes de trabalho”, alerta a presidenta da CUT Paraná Regina Perpetua Cruz. Em Curitiba, as entidades promoverão, pela manhã, atos em suas bases pela manhã e acompanharão as atividades do 30 de agosto da APP. Às 13h, mobilização em frente a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), na avenida Cândido Abreu, no Centro Cívico.

Memória – Em 30 de agosto de 1988, professores, funcionários, pais e estudantes saíram da Praça Rui Barbosa em passeata até o Centro Cívico, com o objetivo de encontrar os companheiros que há dias acampavam na Assembleia Legislativa e de negociar com o governador a volta do direito – conquistado em 1986 – do piso de três salários mínimos.

Chegando à Praça Nossa Senhora da Salete foram recebidos pela cavalaria da Polícia Militar com cassetetes e bombas de efeito moral. O carro de som foi violentamente impedido de entrar na praça e o acampamento destruído pelos militares. Vários manifestantes ficaram feridos, tiveram de ser hospitalizados e até se submeter a cirurgias para retirar os estilhaços das bombas. Desde então todos os anos esta data é lembrado como o Dia de Luto e de Luta da Educação Paranaense.

A APP lançou a campanha ’30 de Agosto: 25 anos’ em que foram publicados depoimentos em vídeo de professores e funcionários da educação sobre os eventos de 1988 no Canal da APP no Youtube: www.youtube.com/user/appsindicato.

Atos regionais
:: Apucarana – Das 09h às 12h, na Praça Rui Barbosa
:: Assis Chateaubriand – A partir das 09h, nos municípios de Assis, Palotina e Formosa do Este
:: Campo de Mourão – A partir das 09h, na Praça São José (Catedral), com os demais movimentos sociais
:: Cascavel – A partir das 09h, no Calçadão em frente a Igreja Matriz. Caminhada até a Prefeitura.
:: Cornélio Procópio – Às 9h30, no Calçadão e nos demais municípios (Congoinhas, Urai, Santa Mariana e Bandeirantes, Leópolis, Ribeirão do Pinhal) concentração, às 9 horas.
:: Foz do Iguaçu – Na Praça Mitre, às 8h30.
:: Guarapuava – Rua VX de Novembro, em frente à Praça 9 de dezembro, às 10 horas
:: Jacarezinho – Debate sobre educação publica de Jacarezinho – Violência na Escola Pública, no  Conjunto de Teatro (CAT), às 8h, com concentração no CE Rui Barbosa.
:: Laranjeiras do Sul – Concentração às 8h Parque do lago com Marcha até a Praça José Nogueira do Amaral.
:: Londrina – Calçadão, às 8h30 com caminhada até o SAS
:: Maringá – A partir das 09h, na Praça XXX, com destino ao Terminal Rodoviário da cidade
:: Ponta Grossa – Às 8h30, Parque Ambiental
:: Toledo – Às 9 horas, concentração na Praça Wiily Barth com caminhada até a Boca Maldita onde tem uma homenagem/placa do Álvaro Dias.
:: União da Vitória – Caminhada nas ruas de União junto com a Une e o Sinte Santa Catarina, às 10 horas. Fonte App Sindicato

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta