Mariceli Bernini: Honestidade. Qual a Importância Disso?

Mariceli-150x150O Brasil passa por um momento delicado e importante de transformações políticas.

Há pouco tempo pudemos acompanhar manifestações por todo o Brasil a favor da ética, justiça e igualdade de direitos, além das reivindicações por melhores serviços. As pessoas estão em busca de um referencial ético e envolvidas por um sentimento de indignação social. Parece mesmo que a sociedade “acordou”, observou e se indignou quanto à farra que alguns políticos vem fazendo no que diz respeito ao gasto indevido e desvio do dinheiro público, descumprimento das leis, além de muitas outras injustiças sociais.

Para os políticos exigimos punição e justiça!

Mas e para nós, o que é exigido quando faltamos com a honestidade e a ética?

“Mentirinhas”, “pequenas” desonestidades, falta de ética profissional e infrações às leis que cometemos no dia-a-dia não são menos graves nem interferem menos no desenvolvimento do país que aquelas cometidas pelos políticos desonestos e que foram alvo das manifestações no Brasil: roubar sinal de TV a cabo; comprar produtos falsificados; colar na prova; furar fila, subornar o guarda de trânsito; apresentar atestado médico falso, falsificar carteirinha de estudante; vender carro com motor ruim dizendo estar bom; bater ponto pelo colega de trabalho; não devolver o troco errado, ser infiel com o companheiro ou companheira e exigir fidelidade dele, ou dela, enfim, “pequenas” coisas que fazemos “sem má intenção” e que tanto piora a vida e o país. Para quem se comporta desta maneira, é inútil e inconcebível criticar o governo. As insatisfações com os políticos, com o trânsito, com a saúde pública, etc, deveriam servir de molas-propulsoras e nos incentivar para agirmos diferentes daqueles a quem não admiramos.

Mudar é sempre um desafio para quem quer algo novo, e se queremos um país diferente e melhor, a mudança deve começar dentro da gente, na nossa casa, na nossa vida, no nosso trabalho, com nossos amigos, no nosso bairro, na nossa cidade, no Brasil e por fim, no mundo.

Hoje, o que está faltando no nosso país é uma noção de ética e de equilíbrio, e eu não estou falando de leis. A ética não depende de leis, ela antecede qualquer legislação. O conceito ético não aprendemos na escola ou na universidade, aprendemos na vida.

Qual a importância de ser honesto? A importância é que a honestidade nos torna dignos, e viver sem dignidade é a pior das humilhações.

Mariceli Bernini é psicóloga formada pela Universidade Estadual de Londrina e possui Consultório de Psicologia em São João do Ivaí.

 

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta