Reunião termina sem acordo entre o governo do PR e os professores

Do G1

A reunião entre representantes da Secretaria da Educação do Paraná (Seed) e do sindicato que representa os professores foi insuficiente para pôr fim à greve da categoria, iniciada na quarta-feira (23), em todo o estado. De acordo com o sindicato que representa a categoria, a proposta feita pelo governo só deve ser analisada por uma comissão de professores no sábado (26). Até lá, não há previsão para que o movimento seja encerrado.

A principal demanda dos professores é a implantação de 33% de hora-atividade. Eles também exigem um novo modelo de atendimento à saúde e exigem o pagamento do Piso Nacional para os professores e o reajuste do Piso Regional para os funcionários de escolas, além do pagamento das promoções e progressões em atraso, o fim do corte do auxílio transporte para os afastados por licença médica e melhoria do contrato de Processo Seletivo Simplificado (PSS).

Na reunião, o governo propôs que a hora-atividade seja compensada financeiramente, com pagamento a partir de agosto. Sobre as promoções, a Seed diz que ofereceu um novo calendário de pagamento aos professores, entre maio deste ano e fevereiro de 2015. O atual calendário previa a quitação desses valores até dezembro de 2014.

Segundo o sindicato, o item da pauta de reivindicações que travou a negociação nesta quinta-feira foi sobre a implantação do piso da categoria. O governo prometeu reajuste de 6,5% em maio, mas neste ano o Piso Nacional teve reajuste de 8,32%.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta