PT lança candidatura de Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná

Da Gazeta do Povo

1O PT do Paraná se reuniu na manhã deste sábado (31/05), em Curitiba, para homologar a pré-candidatura da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do estado. Foi o terceiro encontro realizado pelo partido para promover a candidatura da senadora. Os petistas já haviam se reunido em fevereiro e março deste ano em Curitiba.

“Estou animada com o encontro e com a campanha. Estamos na luta por apoios”, afirmou a senadora. O PT tenta atrair apoios entre as siglas que ainda não se definiram no estado, como PV, PCdoB e PDT. Cinco legendas estão descartadas pelos petistas: PSDB (que deverá lançar a candidatura do governador Beto Richa), PSB, DEM, Solidariedade e PPS. A tendência é que esses partidos deem apoio à reeleição de Beto Richa. “Estamos em conversa com os outros”, disse Gleisi.

A grande expectativa é em relação ao PMDB. A convenção do partido, em junho, vai definir se a legenda lançará candidatura própria (o senador Roberto Requião e o ex-governador Orlando Pessuti disputam a indicação) e ou se apoiará a reeleição de Richa. Gleisi avalia que, caso a opção peemedebista seja pela candidatura própria, as chances de segundo turno são maiores. “Queríamos o PMDB [na aliança], mas o partido tem um projeto regional e vamos respeitar isso”, comentou.

O encontro de desta sábado foi o terceiro realizado em torno da candidatura de Gleisi neste ano. Em fevereiro, cerca de 500 pessoas participaram de uma reunião para discutir estratégias eleitorais. Na ocasião, o prefeito de Curitiba Gustavo Fruet (PDT) declarou apoio à candidatura. Em março, uma visita do ex-presidente Lula, em São José dos Pinhais, também serviu para fortalecer a intenção de Gleisi.

Oficialmente, o encontro foi realizado para definir a tática eleitoral do PT para este ano. O presidente regional do PT, deputado estadual Ênio Verri, justificou o número de encontros. “Está no regimento interno do partido, nós gostamos de encontros”, afirmou. O PT deverá ter mais um evento em torno da candidatura: o partido ainda precisa marcar as convenções partidárias. O encontro deve ser realizado no dia 30 de junho.

Saúde

No pronunciamento, Gleisi já fez uma promessa de campanha. Entre críticas a Richa, a senadora disse que, se eleita, dará prioridade à saúde. “Nós vamos investir mais do que o mínimo previsto na Constituição, diferente do que temos atualmente”, disse. A petista afirmou ainda que o atual governo é incompetente e faz “chororô e nhem nhem nhem” com relação ao tratamento do governo federal. “O governo é mal intencionado ou mal informado”, alfinetou, citando investimentos de Brasília no estado.

Fonte: Gazeta do Povo

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta