Beto Richa autoriza apoio imediato aos municípios afetados pelas chuvas

0806-beto-richa-iguacuO governador Beto Richa (PSDB) assina nesta segunda-feira um decreto que permite a ação mais rápida de ajuda aos municípios afetados pelas fortes chuvas que ocorreram nos últimos dias. “Muitos municípios estão precisando de ajuda e para agilizar esta situação e recebam recursos do Governo do Estado com menos burocracia, vamos decretar o estado de emergência nessas cidades atingidas”, disse Beto Richa em reunião neste domingo (8) no Palácio Iguaçu com todos os secretários e deputados.

Beto Richa desmarcou a agenda de compromissos desta segunda-feira para percorrer todos os municípios atingidos pelas fortes chuvas. “Toda a estrutura do governo como agricultura, habitação, Sanepar, Copel, Saúde, entre outras, estão atendendo os municípios mais atingidos”, afirmou Beto Richa.

Na área de saúde estão sendo liberados R$ 6 milhões para os municípios comprarem vacinas, medicamentos, contratar e pagar hora extra aos profissionais de saúde. A Secretaria da Família e Ação Social e o Provopar estadual iniciaram uma campanha de arrecadação de donativos para enviar às famílias dos 70 municípios em situação de emergência.

As aeronaves do Governo do Estado estão trabalhando na retirada de famílias de áreas de risco e no transporte de pacientes. Dois helicópteros do Exército sobrevoaram a região Central do Estado e, por solicitação da Defesa Civil Estadual, estão ajudando no resgate de pessoas.

Nas rodovias que estão interditadas, muitas por quedas de barreiras, a secretaria da Infraestrutura e Logística e o DER estão trabalhando com a Defesa Civil para liberar o tráfego o mais rápido possível. “Vamos mobilizar os Consórcios da Patrulha do Campo, para priorizar o trabalho de recuperação de estradas vicinais nestes municípios”, afirmou o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. A Patrulha do Campo é composta por maquinários para recuperação das estradas rurais.

De acordo com a coordenação da Defesa Civil estadual, até o fim da tarde de domingo 70 municípios se encontravam em situação de emergência. A região central é a mais afetada, principalmente Guarapuava. Oitocentas pessoas estão desalojadas, em abrigos ou casas de familiares e nove pessoas morreram. “Os números mudam a todo momento, mas a Defesa Civil está mobilizada para atender todos os paranaenses”, disse o coordenador da Defesa Civil, coronel Adilson Castilho Casitas. “Ao todo 15 famílias foram retiradas de suas residências com a ajuda dos helicópteros do Governo do Estado e estão em segurança”, completou.

O secretário da Segurança Pública, Leon Grupenmacher, afirmou que a equipe está mobilizada para atuar na prevenção de saques que acontecem nas residências de famílias que são retiradas das suas casas em situação de risco. “E, Guarapuava, a Polícia Florestal está ajudando a retirar as famílias das áreas de risco”.

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários estão encerrados.