Richa decide suspender aumento nas contas de luz

Do G1

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), decidiu suspender o aumento médio de 35,05%, nas contas de energia elétrica. A medida foi aprovada pelo conselho de administração da Companhia de Energia do Paraná (Copel), que havia pedido o reajuste para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Como a Copel pediu o aumento, será preciso que a Aneel aprove a suspensão definida por Richa. O governador diz que irá estudar com a Copel uma nova proposta para o aumento nas contas de energia, em todo o estado.

“Do total proposto pela Aneel, apenas 1,5% se refere a custos da Copel. Todo o restante é da gestão do governo federal e da Aneel, para não faltar energia no país. É o uso das usinas térmicas a custos elevadíssimos. É o custo Brasil. E não é justo que os paranaenses sejam prejudicados pelo uso das térmicas. Nós temos que preservar o interesse público e, principalmente, os consumidores paranaenses“, afirmou Richa, pelas redes sociais.

Reajuste facultativo
O aumento já aprovado pela Aneel, no entanto, não é obrigatório: a agência aprova um aumento máximo, e a empresa pode definir uma alta menor se julgar mais adequada. Em 2013, a própria Copel optou por reajustar a tarifa em um percentual menor que o aprovado pela Aneel.

De acordo com o diretor-geral da agência, Romeu Rufino, a Copel comprou nos últimos dois leilões, em dezembro do ano passado e em 30 de abril de 2014, uma grande quantidade de energia para substituir contratos antigos, que haviam vencido. O problema é que o preço da energia nesses dois leilões foi bem superior ao da energia velha. Leia Mais

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários estão encerrados.