FAXINAL – Funcionários públicos são denunciados por desvio de materiais de programa habitacional

MINISTERIOO Juízo de Faxinal (Região Norte do Estado) aceitou denúncia, formulada pelo Ministério Público do Paraná, contra oito pessoas pelos crimes de peculato e formação de quadrilha. A acusação, oferecida pela Promotoria de Justiça da comarca, aponta desvios de materiais que deveriam ser usados na construção de 170 casas populares de um programa habitacional.

O inquérito, que originou a denúncia, começou após o furto do barracão de uma loja de materiais de construção, localizado no município de Novo Itacolomi. Durante as investigações, foi constatado que grande quantidade de produtos oriundos da obra pública de Faxinal estava armazenada no barracão. Isso teria ocorrido em função da prática recorrente de desvio de materiais do almoxarifado do conjunto habitacional, por parte de servidores públicos e de trabalhadores da obra.

Os denunciados (dois mestres de obras, um supervisor de obras, dois funcionários públicos, um comerciante, uma auxiliar de enfermagem e um motorista) teriam se apropriado dos materiais elétricos e de construção tanto para uso particular quanto para a revenda.

Segundo a Promotoria de Justiça, os funcionários se associaram em caráter permanente e definitivo com o propósito de desviar materiais de construção e materiais elétricos da obra pública, caracterizando a prática do crime de peculato (desvio de dinheiro ou bem público pertencentes ao Estado) e formação de quadrilha. Se condenados, eles poderão ser condenados as penas de reclusão por um período variando entre dois e doze anos, além do pagamento de multa.

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários estão encerrados.