Mariceli Bernini: Homossexualidade tem cura?

MariceliHomossexualidade refere-se à característica ou qualidade de um ser (humano ou não) que sente atração físicaestética e/ou emocional por outro ser do mesmo sexo ou gênero.

No caso da homossexualidade, embora muitos acreditem que seja uma doença, não existe um só conceito científico que a classifique como tal. E porque seria?!?

A homossexualidade é tida como doença por parte de pessoas desinformadas e preconceituosas. É bastante comum vermos pessoas falando do assunto com conceitos errôneos e cheios de ignorância, ou mesmo através de piadinhas preconceituosas. Não é raro ouvirmos que principalmente o homem homossexual “deveria tomar uma surra para deixar de sem-vergonhice e aprender a ser homem de verdade”, ou ouvirmos comentários maledicentes de duas mulheres que namoram. Não existe nada mais chato que conversar com uma pessoa que fica falando da vida de outra pessoa. O fato é que, normalmente, pessoas que têm a própria sexualidade mal resolvida tem uma resistência muito grande em compreender e aceitar que duas pessoas do mesmo sexo podem sentir atração uma pela outra e desenvolverem um relacionamento.

Quando algo em nossa vida vai bem, o bem do próximo passa a ser algo natural e normal. E isso vale para nossa vida financeira, para nossa saúde, para nossa vida social, para nossa vida afetiva, etc., portanto, a questão é cuidarmos de estarmos bem com nós mesmos, cuidarmos da nossa vida financeira para não ficarmos de olho gordo nos ganhos financeiros do outro, cuidarmos de nossa saúde para não repararmos no bem estar físico ou mental do outro, cuidarmos de sermos felizes e amados por quem amamos ao invés de invejarmos a felicidade do outro, e cuidarmos do nosso próprio relacionamento para nos importar menos se fulano namora alguém do mesmo sexo ou do sexo oposto ao dele.

Que diferença faz para sua vida se o seu amigo namora outro garoto? Ou se sua amiga está apaixonada por outra menina? Qual a importância disso na sua vida? Diferença faria se o comportamento do seu amigo causasse algum mal para você, mas o namoro homossexual do seu amigo somente te fará mal se o seu próprio relacionamento/ sexualidade não estiver indo muito bem, pois temos a tendência de prestarmos muita atenção na vida do outro quando a nossa não vai bem.

Cuide de você e deixe que seu amigo/amiga cuide da vida dele/dela. Sendo assim, haverá muito mais probabilidade de haver mais pessoas felizes no mundo, pois você será mais feliz porque terá mais tempo de dar mais atenção à sua própria vida e torná-la melhor, e seu/sua amigo/amiga será mais feliz porque terá a própria vida menos vasculhada, suas particularidades mais preservadas e respeitadas e não será mais algo de piadinhas grosseiras e inoportunas. Ou você gosta que suas intimidades sejam devassadas por comentários preconceituosos? Como você sentiria se isso acontecesse?

Há ainda aqueles que envolvem religião no assunto dizendo que Deus não aprova a homossexualidade. Mas e o desamor, Deus aprova? Pense que quando você ridiculariza o homossexual e fala da vida dele/dela, você está sendo maledicente e inconveniente, e a Bíblia ensina que primeiro você deve tirar  a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão, ou seja, primeira reveja sua conduta e analise se você tem o direito de julgar alguém. Caso você seja uma pessoa perfeita, talvez tenha esse direito.

Portanto, a homossexualidade não tem cura porque não é uma doença.

Mariceli Bernini é psicóloga formada pela Universidade Estadual de Londrina e possui Consultório de Psicologia em São João do Ivaí.

 

 

 

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários estão encerrados.