Empresários de Manoel Ribas são acusados de crimes contra indígenas

Tá Sabendo

policia-federalNa manhã de ontem (9) a Polícia Federal deflagrou a Operação Pantera, relacionada ao cometimento de crimes em detrimento de indígenas da Aldeia Ivaí, de Manoel Ribas, por parte de comerciantes daquele município.

Na ação foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara da Justiça Federal de Guarapuava/PR, além de terem sido realizadas buscas em outros locais.

Segundo as investigações, proprietários de supermercados estariam retendo documentos e cartões de benefícios dos indígenas a fim de subtrair valores, garantir o recebimento pela realização de compras em seus comércios, realizar fraudes em financiamentos e saques de benefícios previdenciários de indígenas já falecidos.

Foram apreendidos 13 cartões em nome de indígenas (sendo nove do Programa Bolsa Família, dois Caixa Fácil e dois de benefícios previdenciários), cópia de outros cartões de benefícios, comprovantes de pagamento/saque de benefícios previdenciários de indígenas, e, ainda, diversos documentos relacionados à venda “fiada” de mercadorias a indígenas, tais como fichários contendo anotações de venda e notas promissórias.

Os proprietários dos estabelecimentos podem responder, entre outros, pelos crimes de apropriação indébita, estelionato em detrimento de instituições financeiras e INSS (estelionato previdenciário) e furto, previstos no Código Penal, além do crime de retenção de cartões de benefícios de idosos, previsto no Estatuto do Idoso.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta