Morre empresário suspeito de matar namorada em Coronel Vivida

Do G1

vanessapiva1O empresário Zeno Bortolotto, de 41 anos, morreu na manhã desta sexta-feira (5) no Hospital São Lucas, onde estava internado desde sábado (29), em Pato Branco, no sudoeste do Paraná. Segundo a polícia, ele matou a namorada de 22 anos com um tiro na cabeça e depois tentou se matar também com um disparo de arma de fogo. Ambos moravam em Coronel Vivida e haviam terminado o relacionamento recentemente.

“Não temos mais dúvidas de que o autor do crime foi mesmo o empresário. O laudo indica que a pistola usada para assassinar a jovem era dele. A arma ficava na casa dele, onde ela foi encontrada morta no sábado perto do meio-dia. Já o revólver que ele usou para se matar ficava na empresa”, comentou o delegado responsável pelo caso, Rômulo Ventrella. Bortolotto foi achado por policiais na gráfica que ele mantinha no Centro da cidade.

Logo depois do crime, o delegado informou que o empresário já havia sido indiciado por injúria e ameaças contra a ex-mulher em fevereiro de 2013. “Depois de ouvir familiares, testemunhas e pessoas próximas ao casal, e de analisar imagens de câmeras de segurança da empresa dele, nos certificamos que ele matou a namorada e depois tentou se matar. Foi um crime passional”, completou. Com a morte de Bortolotto, o inquérito policial será concluído e encaminhado para a Justiça, onde deve ser arquivado.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta