Acusado de matar Advogado em Campo Mourão é preso

Tá Sabendo

miguelzinhoPaulo Berechavinski, 52 anos, conhecido como ‘Miguelzinho’ e procurado pela justiça de três estados foi preso nesta quarta-feira (21) na cidade de Pontes e Lacerda, no Mato Grosso.

Ele é acusado da autoria de mais de 30 homicídios e foi preso pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Rodoviária Federal. Com vários mandados de prisão em aberto, ‘Miguelzinho’ é condenado a mais de 300 anos de prisão.

O acusado é apontado como um “matador de aluguel” e estava foragido da Penitenciária de Maringá e Campo Mourão. Ele foi foragido para o Mato Grosso e alugou uma casa no município de Pontes e Lacerda, onde se apresentava com o nome falso de “Luiz Kurta”. Em outros Estados, ele já havia apresentado outras identidades sendo conhecido como “Miguelzinho” ou “Hélio Ribeiro”.

Segundo a Polícia, em Pontes e Lacerda, o foragido da Justiça se passava por servente de pedreiro, mas na realidade praticava pequenos tráficos de entorpecentes para se manter no município. Após uma denúncia, a Delegacia de Pontes e Lacerda iniciou a investigação para chegar à verdadeira identidade do acusado e efetivar sua prisão.

De acordo com o delegado, Luiz Felipe do Nascimento de Leoni, o acusado foi abordado de maneira para não desconfiar da investigação da Polícia. “Ele veio conduzido pelos policiais a Delegacia, e foi surpreendido com o cumprimento dos mandados de prisão”, relata o delegado.

Em depoimento, o “matador de aluguel” confessou ter condenação a mais de 300 anos de prisão.

Miguelzinho é acusado de matar o advogado Roberto Teixeira Duarte, 37 anos, no dia 12 de julho de 2013, quando deixava seu automóvel para reparos numa funilaria na Perimetral Tancredo Neves, em Campo Mourão. Veja mais

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta