Greve dos profissionais da educação continua

Mais de seis horas de reunião dura, com momentos muito tensos. Foi assim o debate realizado, sexta-feira (20), entre a direção da APP-Sindicato, o Comando de Greve Estadual e o secretário de Educação Fernando Xavier, que estava acompanhado de parte da sua equipe técnica. No final da tarde, o secretário-chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, também participou da negociação. Na reunião foram obtidos avanços, mas continuam impasses consideráveis. Em virtude disso, a greve continua, bem como o acampamento em Curitiba e as atividades regionais.

Neste sábado (21), o Conselho Estadual da entidade e o Comando de Greve Estadual se reunirão na sede do sindicato, para analisar o cenário e definir como será a luta a partir de agora. Veja, a seguir, o que foi discutido e também os impasses que serão tratados em uma nova rodada de debate que ocorrerá, provavelmente, na segunda-feira (23), no período da tarde.

Reabertura de turmas – Segunda-feira, dia 23, à tarde, deve ser publicada nova normativa sobre a abertura de turmas. Ao enviar para os Núcleos Regionais de Educação (NREs) as demandas das escolas, as direções devem enviar cópia para a APP, no e-mail [email protected].

Porte de escolas – Seed informou que um novo porte será rodado obedecendo os mesmos critérios de dezembro de 2014. Isto significa que os números de funcionários(as), pedagogos(as), diretores(as) e diretores(as) auxiliares por escola continuam de acordo com regra do ano passado.

Programas e projetos – A comissão exigiu e o secretário garantiu que serão abertas salas de apoio e professores(as) que atuam no Sareh serão supridos. Também serão reabertas turmas do Celem com professores(as) Quadro Próprio do Magistério (QPM).

Fundo Rotativo – A Secretaria fará cota adicional para honrar pagamentos em atraso desde final do ano passado.

Rescisão PSS – O secretário Eduardo Sciarra confirmou o pagamento das rescisões para a próxima terça-feira(24). O objetivo do governo era pagar no final do mês, foi a nossa pressão que conseguiu adiantar um pouco mais a data de pagamento.

Agentes Educacionais I (PSS) – Segundo a Seed, 9.800 funcionários(as) que foram demitidos no final de janeiro serão readmitidos.

IMPASSE CONTINUA

Na próxima segunda-feira(23), uma nova rodada de negociações acontece para avançar nos seguintes itens:

Licença Especial – Exigimos a revogação da normativa que suspendeu as licenças para 2015.

PDE – Garantia de realização do PDE como já programado, para após agosto de 2015. Ontem, o secretário anunciou a suspensão do PDE para todo o ano.

Nomeação de 463 concursados – Este é o número de concursados que ficou fora do anuncio realizado pelo governador no início do ano. Solicitamos um novo decreto que contemple estes(as) profissionais.

Ordem de serviço – Solicitamos a liberação de ordens de serviço, principalmente aos novos concursados.

Licença para mestrado e doutorado – Solicitamos a liberação destas licenças que também estão suspensas temporariamente.

Distribuição de aulas para o PSS – Hoje há um descumprimento da instrução que regula a distribuição de aulas a professores(as) temporários que estão sendo obrigados(as) a pegar 26 aulas para efetivação do contrato. Exigimos que a estes(as) professores(as) possam atribuir menos aulas.

Nova distribuição de aulas – Para a reorganização da escola com novos concursados, mais PSS contratados e reabertura de turmas, será necessária uma nova distribuição de aulas.

Liberação programas ainda pendentes – Ficam pendentes programas como Mais Educação e Hora Treinamento e solicitamos também a reabertura destes programas.

Pagamento de atrasados – A comissão realizou um amplo debate sobre o pagamento de benefícios em atraso como progressões e promoções em atraso. O governo alega a falta de dinheiro para efetivar estes pagamentos imediatamente e se negou a estabelecer qualquer prazo saldar esta dívida.

Impasses para avançar

Suspensão da Licença Prêmio e do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE) 2015

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta