Padres são suspensos após descoberta de paternidade em Maringá

Do Bonde

Padre Zenildo Megiatto

Padre Zenildo Megiatto

A Arquidiocese de Maringá divulgou comunicado nesta segunda-feira (23) informando a suspensão de dois padres do ministério sacerdotal.

Zenildo Megiatto era pároco da paróquia Bom Pastor em Mandaguari e Rildo da Luz Ferreira era pároco da paróquia Bom Jesus em Aquidaban.

Megiatto tem 65 anos e será pai de uma menina que irá nascer em março. Já Ferreira, de 35, descobriu a paternidade de uma criança de um ano por meio de um exame de DNA. Ele está na Europa fazendo doutorado.

Suspensos, eles não recebem salários e não têm direito a moradia na casa paroquial. Ambos podem voltar ao sacerdócio quando os filhos completarem 18 anos.

“Lamentamos profundamente o ocorrido e, dentro de uma postura de transparência fortalecida com a as ações de abertura do Papa Francisco, o que tenho a dizer é que qualquer eventual erro do nosso clero deverá sempre ser tratado de acordo com as normas do direito canônico. Que neste caso prevê a suspensão imediata do ministério sacerdotal”, comentou o arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta