Cinco assassinatos foram registrados no Vale do Ivaí no final de semana

De Luiz Demétrio/Tribuna do Norte

CÂNDIDO DE ABREU – Uma briga em âmbito familiar terminou em tragédia no sábado de Aleluia em Cândido de Abreu (a 113,87 km ao sul de Apucarana). Três pessoas foram mortas (dois irmãos e um cunhado).  Um dos irmãos, além de facadas, levou um tiro na testa, cujo projétil transfixou o crânio e saiu na nuca da vítima.  Após os homicídios, fatos que aconteceram na sequência revelaram que a “bruxa” estava solta na região”, pois a mulher de um dos mortos sofreu um acidente de moto pouco depois, ao buscar ajuda, e ficou ferida com gravidade, e o veículo da funerária de Cândido de Abreu, que era dirigido por Luiz Elio Kudrick e transportava dois corpos de vítimas de assassinatos , se envolveu em um acidente próximo a Manoel Ribas. Apesar dos danos, ninguém ficou ferido na ocorrência de trânsito.

TRIPLO HOMICÍDIO – O triplo homicídio ocorreu no Bairro Funil, que fica na zona rural de Cândido de Abreu, e foi registrado às 18h30 de sábado (4). Os corpos das vótimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) IML de Ivaiporã, e após necropsia,  liberados para o velório e sepultamento.  Conforme a Polícia de Cândido de Abreu, uma rixa antiga entre primos originoua tragédia. Investigadores trabalham nesta segunda-feira (6) para apurar mais detalhes sofre o triplo assassinato. Dois suspeitos de envolvimento no crime estariam foragidos, acrescentaram policiais.

APUCARANA – Dois homens foram executados a tiros, às 19h15 de sábado (4), em imóvel onde funciona uma choperia (SR. Boteco Choperia), no cruzamento da Rua Castro Alves com a Avenida Mato Grosso, no Jardim Ponta Grossa, na zona norte de Apucarana. Jonathan Fernando Cazarin, de 23 anos (cinco tiros), e Hilton de Souza Andrade, de 40 anos (seis tiros), acabaram atingidos por diversos projéteis de arma de fogo. Uma equipe do Samu esteve no local e confirmou os óbitos. Os dois foram sepultados no domingo, em Apucarana.

Os autores do crime trajavam roupas escuras e após a consumação do duplo homicídio se evadiram do local com uma motocicleta de cor escura. Policiais civis isolaram a área, onde havia uma mesa para prática do jogo de baralho. A polícia não descarta a hipótese de “suposto acerto de contas”.

Mas o motivo do duplo homicídio ainda não foi confirmado por investigadores que trabalham no caso. Os dois executores do crime dispararam contra as vítimas usando pistolas nove milímetros e em seguida foram embora.

Os corpos dos mortos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana para exame de necropsia. leia mais

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta