Prefeitos do Vale do Ivaí cobram mais segurança do Estado

Da Assessoria

_DSC0642Prefeitos do Vale do Ivaí estiveram na tarde da última terça-feira (21) em Curitiba participando de uma audiência na secretaria de Segurança Pública do Estado, onde reivindicaram a intensificação do serviço da polícia na região, justificando que a criminalidade é crescente, principalmente nos crimes de roubo, explosões de caixas eletrônicos e sequestros.

Todos os prefeitos apresentaram suas dificuldades na questão de segurança para o chefe de gabinete da secretaria, delegado Roberto Milanezi, comandante geral da Polícia Militar, Coronel Maurício Tortato, delegado-Geral Adjunto, Francisco José Batista da Costa e delegado-titular da Divisão Policial do Interior (DPI), Valmir Soccio, que esteve representando o Delegado-Geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis.

_DSC0651O prefeito de Ivaiporã e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (AMUVI), Luiz Carlos Gil, foi o primeiro a se pronunciar em nome dos prefeitos, ressaltando que a segurança do interior se encontra em dificuldades e que as reuniões da associação vêm sendo constantemente norteadas pela pauta. “Os crimes estão acontecendo com mais frequência, o que vem criando revolta em nossa população. A violência está migrando para o interior e necessitamos do respaldo do Estado”, disse.

Os prefeitos de Borrazópolis e Kaloré, Adilson Lucchetti e Washington Luis, respectivamente, expuseram indignação com as ações que foram praticadas por bandidos no início desse mês em seus municípios. Nas duas cidades, bandidos renderam funcionários de agências bancárias e praticaram assalto.

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, disse que em seu ponto de vista o Estado tem que repensar as ações de inteligência, olhando com bons olhos para o interior. “Na cidade grande já existe uma aparato maior, por isso que os bandidos estão migrando para o interior, onde na maioria das cidades a polícia está enfraquecida”, comentou. O prefeito de Faxinal, Adilson Silva Lino, também se pronunciou, compartilhando da mesma opinião.

A prefeita de São Pedro do Ivaí e vice-presidente da Amuvi, Maria Regina Della Rosa Magri, desabafou na reunião, vindo a se emocionar. Ela relembrou a morte de um agricultor de seu município no início desse ano. “Uma fato que chocou nossa cidade e que nos entristece muito. A vida de um pai de família foi tirada pela crueldade de marginais”, disse.

Regina destacou que sempre cobrou maior efetividade da segurança e que depois do latrocínio ocorrido em seu município não cessou em levantar a bandeira de maior e melhor segurança para a região. “Não podemos conviver com o medo. Somos vítimas da violência quase que todas as semanas. Também explodiram dois bancos esse ano em São Pedro, e a população é totalmente lesada pelo medo e pela interrupção de serviços bancários. Os problemas vão muito além disso, e por isso estamos aqui para o diálogo em busca de soluções”.

As demandas dos municípios na área de segurança foram apresentadas, principalmente na questão do reforço do efetivo das policiais militar e civil. Há casos na região onde investigadores estão atuando como carcereiros, devido à falta de profissionais e delegacias sem delegados efetivos. Os prefeitos também pediram mais viaturas, mais operações policiais, transferência de presos dos presídios, dentre outras reivindicações.

O coronel Tortato e o delegado Milaneze reconheceram a deficiência da polícia, salientando que ela é histórica. Eles se dispuseram a responder com trabalho aos anseios da região. “Não podemos deixar de reconhecer, enquanto instituição, que precisando intensificar o trabalho e vencer uma deficiência histórica do setor. Temos que servir vocês como se fossem nossos clientes, pensando na melhoria almejada. O governo já vem trabalhando para melhorar o setor”, destacou o coronel.

Gil encerrou a reunião lembrando que o Vale do Ivaí espera do governador providências imediatas, tendo em vista que a região deu total apoio a sua reeleição. “Acreditamos no Beto para mais um mandato e queremos que ele de crédito a nossa região por isso, que também lhe deu apoio. Vamos aguardar com boas expectativas a resposta do estado para nossas reivindicações”.

A audiência também contou com o apoio de parlamentares que atuam na região. O deputado estadual Alexandre Curi esteve presente e os deputados Nelson Justus e Artagão Junior foram representados por seus assessores.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta