Prefeitura de São João do Ivaí decreta novas medidas para conter avanço do Coronavirus

Entre as medidas está na redução do tempo de atendimento do comércio das 09h00 as 15h00 e alguns estabelecimentos que deverão permanecerem fechados.

O Prefeito de São João do Ivaí Fábio Hidek Miura, no uso de suas atribuições legais que lhe são conferidas, considerando os avanços da pandemia do coronavirus “COVID-19”  seguindo os protocolos emitidos pelo Ministério da
Saúde e pela Organização Mundial de Saúde.

Decreta estado de calamidade pública para todos os fins de direito no municipio de São João do Ivaí, documento que será enviado a Assembléia Legislativa do Estado do Paraná.

Ainda no documento publicado hoje (03) no portal da prefeitura municipal, novas medidas estão sendo tomadas com relação ao comércio e municipes.

São considerados serviços e atividades essencias em âmbito municipal que não podem parar:

Captação, tratamento e distribuição de água;

Assistencia médica e hospitalar;

Assistencia veterinária;

Distribuição e comercialização de alimentos e bebidas para uso humano, inclusive na modalidade de entrega delivery e similares, ainda que localizados em rodovias;

Agropecuários para manter o abastecimento de insumos e alimentos necessários a manutenção da vida animal;

Serviços funerários;

Fretamento para transporte de funcionários de empresas e industrias cuja atividade esteja autorizada ao funcionamento;

Captação e tratamento de esgoto e lixo;

Telecomunicações e internet;

Processamento de dados ligados a serviços essencias;

Impresa;

Segurança privado;

Transporte e entrega de cargas em geral;

Serviços bancários, de pagamento, credito, saque e aporte prestados pelos bancos;

Setores industrial e da construção civil;

Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;

Iluminação publica;

Distribuição e comercialização de combustiveis e derivados;

Prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais de doença dos animais;

Serviços de manutenção, assistência e comercialização de peças de veículos automotor.

No decreto os segmentos de vestuário, móveis, informática, livrarias, papelarias, relojoarias, cabelereiros ficam autorizados a funcionar amparado pelo laudo da vigilância sanitária com horários reduzidos das 09h00 as 15h00, seguindo todas as normativas dos protocolos de segurança. Todos os demais seguimentos não essencias podem trabalhar internamente podendo realizar vendas e atendimentos por meio eletronicos.

Nos locais onde será permitido funcionamento, não poderá ocorrer aglomeração de pessoas. O limite deverá ser 1 uma pessoa a cada 8 metros. Havendo filas a distancia deverá ser de 1,5 metros entre as pessoas.

Algumas atividades estão impedidas de funcionar até um novo decreto ser publicado, sendo elas;

Academias, artes marciais, danças e esportes em geral, incluido  jodos de futebo, casas noturnas, casas de shows, tabacarias, boates e clubes sociais, saunas, bares, vendedores ambulantes, especialmente alimentos, sendo permitida apenas entrega a domicilio.

Ficam ainda suspensas por tempo indetermidado a utilização de espaços esportivos do municipio, também parques infantil e academias ao ar livre, também esta proibido aglomeração de pessoas em praças publicas.

Celebração religiosa de modo presencial.

Outro ponto importante do decreto que fica proibidio as familias são-joanenses receber pessoas de outras cidades em suas residencias, se descuprinda a ordem poderá ser multado em até R$ 500,00 por pessoa acolhida.

Os bancos, cooperativas de credito e lotérica deverá priorizar o atendimento até o dia 10 de abril aos aposentados em horario das 09h00 as 10h00.

Também está suspensa a entrada o embarque e desembarque de onibus rodoviários intermunicipal e intermuncipais vindos de qualque localidade.

Toque de recolher agora será das 21h00 as 06h00 do dia seguinte.

Este novo decreto já esta em vigor.

Leia aqui o decreto completo

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta