Governo renova artérias de escoamento da safra em Ivaiporã

Estrada Rural em Ivaiporã Foto Gilson Abreu

O agricultor Quirino Moreira Filho tem 50 anos de Jacutinga, o distrito rural de Ivaiporã, no Vale do Ivaí. Sabe como poucos as desventuras de morar ao lado de uma estrada rural ruim. Ele diz que perdeu as contas do tanto de gente que teve de salvar nas madrugadas devido ao piso impraticável. “Por vezes, era meia-noite e só escutávamos cachorro latindo e gente gritando, pedindo socorro. Aí pegava meu trator e ia lá ajudar a desatolar os carros”, conta, sem saudades do passado. “Quando chovia, mulher grávida não conseguia chegar ao hospital para dar à luz”.

Período sombrio que está perto do fim. O Governo do Estado executa duas obras de pavimentação com pedras irregulares no local para renovar artérias de escoamento da safra. São 6,4 quilômetros no trecho Jacutinga/Três Ranchinhos e outros 4,3 quilômetros na ligação entre a Jacutinga e a comunidade do Cruzeirinho.

Somados, os investimentos por parte da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento é de R$ 2,65 milhões. “Nunca vimos isso aqui. É vida nova”, destaca Moreira Filho, apontando para o horizonte sem fim de pedras que desenham o novo caminho do distrito.

PRODUÇÃO – Leite, café, soja e até açaí, em forma de polpa ou de sorvete. Boa parte da produção de Ivaiporã passa por estradas rurais como a da Jacutinga, por isso a importância das intervenções.

“A agricultura é muito forte no Paraná, representa cerca de 35% de tudo o que é produzido. O Estado precisa dar as condições ideais para que o produtor possa plantar, colher e escoar a safra, fazendo com que os produtos cheguem até as grandes cidades. Por isso estamos investindo na remodelação das estradas rurais”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

TODAS AS REGIÕES – De acordo com a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, o Governo do Estado mantém atualmente 59 convênios para pavimentação ou readequação de estradas rurais em todas as regiões do Paraná. Somadas, as ações chegam a R$ 46 milhões.

Já foram contemplados 48 municípios dentro dessa estratégia de melhorar o escoamento da produção rural e o cotidiano das famílias que vivem no campo, totalizando cerca de 185 quilômetros.

A iniciativa faz parte do Programa Estradas Rurais Integradas aos Princípios e Sistemas Conservacionistas – Estradas da Integração, gerenciado pelo Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável (Deagro).

“Além da questão da safra, melhora também a qualidade de vida de quem mora na região e pode se locomover mais rapidamente, como as crianças chegarem à escola”, diz o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara. “Traz um benefício completo, foco de desenvolvimento. É como se a cidade chegasse até o sítio”, completa a chefe do núcleo regional de Ivaiporã da Secretaria, Vitória Holzmann.

VOLTA ÀS ORIGENS – Estrutura e organização que permitem a reocupação da Jacutinga. O agricultor Pedro de Lima Filho, por exemplo, voltou a residir no distrito depois de um longo período na cidade. Há cinco anos ele trocou a agitação de centro de Ivaiporã pela criação de vacas e a produção de leite.

São cerca de 700 litros por mês, vendidos para os laticínios locais. “Você tem acesso independentemente do clima, com chuva ou não. Era o meu sonho ter uma propriedade por aqui, agora ficou mais fácil”, revela. “Vivíamos em completa calamidade. Melhorou 100%”, acrescenta o vizinho Noel de Jesus, cuja produção de leite bate na casa dos 130 litros diariamente. “Não atrasa mais a entrega porque os caminhões podem passar”, diz.

Box
Plano do Governo é ampliar pavimentação de estradas municipais

Ortigara explica que o plano do governo é ampliar consideravelmente a estrutura dos municípios por meio da pavimentação de estradas rurais com pedras irregulares.

Segundo ele, dentro do empréstimo de R$ 1,6 bilhão que o Governo do Estado está concluindo junto aos bancos federais (Caixa e Banco do Brasil), já aprovado pela Assembleia Legislativa, R$ 100 milhões serão destinados a obras de reestruturação como as em andamento em Ivaiporã.

“A pavimentação permite comodidade, melhores preços e uma competitividade maior”, ressalta o secretário. “Investir em infraestrutura mexe com qualquer cidade do mundo, reforça o desenvolvimento. Ainda mais em um município essencialmente agrícola como Ivaiporã”, afirma Miguel Amaral, prefeito da cidade.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta